Do dia 9 a 12 de setembro a Conquer irá oferecer uma semana de webinars gratuitos com foco na inovação. A escola, que é líder no treinamento de core skills, convidou grandes nomes do mercado para participar da Semana de Inovação.

“Embora o termo inovação esteja relativamente ‘na moda’, a verdade é que as pessoas ainda têm muitas dúvidas sobre como tirar isso do papel. Por isso trouxemos profissionais consagrados que já fizeram isso na prática para contar suas experiências”, explica Hendel Favarin, cofundador da escola.

Entre os profissionais que irão conduzir os debates estão o Business Marketing Manager Latam Facebook, Jorge Clerc, que irá falar sobre o conceito Innovation people-based, com Eduardo Albuquerque, que é Head de Inovação da Conquer.

Segundo ele, o conceito de inovação baseado em pessoas deve ser desenvolvido a partir das core skills relacionadas à inovação. “Pensar na transformação é mais que urgente. Hoje, na Conquer, já atendemos mais de 20 grandes empresas, como Magalu, Loreal, ExxonMobil, Ambev e KPMG, todas com o propósito de se inserir no mundo digital de maneira eficaz. E em todos os treinamentos, a relação entre pessoas e inovação é foco de atenção principal, uma vez que a transformação digital é feita por pessoas”, conta Albuquerque.

Além desse debate, Juliana Freitas,  que ocupa o cargo de Business Innovation da Ipiranga, irá falar sobre como as empresas podem começar um processo de inovação no mercado. A empresa Ipiranga ficou conhecida por aplicar o conceito de customer centricity dentro da organização e Juliana abordará esse tema durante a Semana.

Já o Diretor de Produtos Digitais da Reserva, Vinícius Porto, vai contar um pouco sobre o case da grife de roupas, que há anos movimenta o mundo da moda e é considerada, segundo  pesquisa realizada pela Fast Company, uma das empresas mais inovadoras do Brasil. O Head de Inovação da Ambev, Bruno Stefani, também participará da semana de inovação e transformação digital promovida pela Conquer e irá falar sobre cultura Lean e a forma como  grandes empresas podem começar a operar como  startups.

Cenário de inovação brasileiro

Segundo o IBGE, que realiza no Brasil a cada três anos a Pesquisa de Tecnologia (Pintec), o país ainda precisa avançar e muito quando o assunto é inovação. Segundo os dados divulgados, apenas 36% das empresas brasileiras inovam, e desses, apenas 2,4% inovam para o mercado mundial. Ainda de acordo com a pesquisa, as empresas que mais investiram em inovação gastaram uma média de 2,54% da receita anual de vendas para criar novos produtos, serviços ou negócios baseados no mercado exponencial.

“Esses dados são preocupantes, uma vez que a inovação aumenta a competitividade e a produtividade das empresas. Fazer uma semana gratuita com conteúdo exclusivo serve para estimular as pessoas a entenderem a importância dessa transformação, além de aprenderem a colocar a inovação em prática nas suas empresas”, explica Favarin.

Para mais detalhes sobre os webinars, acesse a Agenda de Eventos Startupi.