Cipatex, fábrica de produtos sintéticos em atuação no mercado há 55 anos, anuncia o investimento de R$6 milhões no primeiro semestre deste ano para a criação de um hub de inovação. De acordo com a empresa, a iniciativa nasceu da necessidade de criar um departamento para pensar full time em como a inovação pode contribuir ainda mais para aprendizado, crescimento e competitividade. Até o final de 2020, a expectativa da empresa é ser referência em inovação para a indústria.

O projeto envolve colaboradores de várias formações, de diferentes níveis hierárquicos e setores da empresa, indo desde a linha de produção à administração. O grupo, formado por 20 pessoas, se organiza quinzenalmente em um Comitê de Inovação para discutir, direcionar ações, incentivar e fomentar atitudes inovadoras.

“Essa gestão da inovação tem servido como alavancador de recursos humanos, intelectuais e financeiros, para oxigenar novas iniciativas de redução de custos e geração de ideias de produtos e negócios”, explica Rafaela Tamer Paladini, Analista da Inovação da Cipatex. “Em todo o processo, da criação à implantação das ideias inovadoras, contamos com o apoio do presidente da Cipatex, Marcelo Nicolau, que percebeu a importância da iniciativa para o progresso da empresa”, completa.

Para Marcelo, o Brasil vai entrar definitivamente na globalização, abrindo seus mercados tanto para importação como para exportação. “Desta forma, é fundamental que as empresas passem a inovar mais em seus produtos, processos e gestão de pessoas, porque a concorrência vai aumentar e temos que estar preparados com formas diferentes de trabalho para enfrentá-los. Por isso, a Cipatex enxerga a gestão da inovação como um dos pilares para sua perenidade”, afirma.

Para avaliar se as ideias inovadoras podem se tornar viáveis, o departamento criou o Funil da Inovação, composto de quatro fases: criar (identificação de ideias para solucionar problemas reais), planejar (orientação para organizar as informações e apresentar ao Comitê de Inovação), testar (recebe os recursos necessários para a criação de um protótipo) e validar (as ideias são testadas na prática de forma a avaliar se os resultados almejados na fase de planejamento foram atingidos). Cada processo completo do funil é chamado de Ciclo. No total estão sendo prototipadas 10 ideias.

“Estamos vivendo um momento de mudança na cultura da Cipatex, com todo mundo pensando em inovaçãoE é com esse propósito que vamos chegar a 2020 sendo referência no mercado”, finaliza Rafaela.