Esqueça currículos, testes de seleção, e aquelas longas entrevistas de emprego, pois o jeito de encontrar profissionais está mudando. Prova disso é a Feira de Contratação da Gama Academy, escola de transformação tecnológica que oferece programas educacionais para profissões do futuro.

A Feira de Contratações é resultado do principal programa de treinamento de profissionais para o mercado digital, o Gama Experience, que seleciona e capacita profissionais para o mercado digital, desenvolvendo habilidades técnicas em desenvolvimento front-end, inside sales, growth hacking ou UX/UI design.

Durante cinco semanas eles trabalham as soft skills, que são extremamente importantes para a carreira e desempenho desses profissionais nas empresas, através de uma metodologia única, que mescla experiência, teoria e muita prática. Além disso, os alunos ficam em contato com profissionais de empresas para trocar experiências com quem está participando ativamente desse novo mercado de trabalho.

Mais de 500 empresas já contrataram utilizando a Gama Academy como Loggi, QuintoAndar, iFood, Omie, entre outras startups em crescimento. Além disso, eles também desenvolvem projetos customizados de atração, seleção e treinamento para desenvolvedores para grandes empresas de tecnologia com alta demanda de profissional como Avanade, TOTVS, Accenture, Nubank, FCamara, Ambev, entre outras.

Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy, destaca alguns dados de um estudo da Universidade de Oxford liderado por Michael Osborne e Carl Benedikt Frey, que mostra que 47% dos empregos atuais têm grandes possibilidades de serem automatizados nos próximos 20 anos. “Em um mundo que passa por uma série de revoluções tecnológicas acontecendo de forma muito rápida, o que fará total diferença para o futuro profissional serão as Soft Skills, as habilidades comportamentais”, comenta.

Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy, durante a Feira de Contratação – Foto: Voii

Foi buscando exatamente compreender mais a fundo o que será essencial para um alto desenvolvimento no mercado de trabalho nos próximos anos que o WEF (World Economic Forum) realizou uma grande pesquisa. Nela foram reveladas as 10 habilidades que o profissional do futuro deve ter para não ficar para trás. Veja abaixo:

  • Flexibilidade cognitiva
  • Negociação
  • Orientação para serviço
  • Julgamento e tomada de decisões
  • Inteligência emocional
  • Liderança
  • Gestão de pessoas
  • Criatividade
  • Pensamento crítico
  • Resolução de problemas complexos

Para vivenciar essa experiência na prática, o Startupi participou da última Feira de Contratação que aconteceu na sede do Nubank e contou com 43 empresas com mais de 335 vagas para se conectar com 99 talentos.

A dinâmica

Na semana do evento as empresas contratantes recebem um descritivo dos candidatos com informações sobre último emprego, pretensão salarial e Linkedin. No dia do evento, as empresas contratantes têm um minuto para apresentarem um pitch sobre a empresa e as vagas que estão abertas. Após isso, os candidatos é que escolhem com quais empresas querem conversar. De forma totalmente informal e em formato speed dating, é possível bater um papo com os candidatos e se quiser, chamar para uma próxima entrevista na sede da sua empresa ou se preferir, já contratar ali na hora mesmo.

Os candidatos têm entre 23 e 26 anos, e estão em transição de carreira ou desejam se inserir no mercado digital. Mas há casos de exceções, como uma senhora de 73 anos, ou uma jovem de 17, que chegaram até o final do programa, buscando alguma transformação para a carreira.

Segundo Quitério Ferreira, Especialista em Recrutamento e Seleção da Gama Academy, a taxa de empregabilidade do programa é de 90% em até 120 dias. Os alunos que não são contratados na Feira da sua edição, permanecem na plataforma de seleção e são acompanhados pela área de recrutamento da Gama Academy, que poderá conectá-los com outras oportunidades. Essas pessoas também podem retornar e participar em outras edições das Feiras.

Só em 2019 já foram realizadas sete Feiras de Contratações e ainda tem muito mais! Ainda esse ano acontecem edições em Florianópolis, Brasília, Belo Horizonte e São Paulo.

No vídeo abaixo, Guilherme Junqueira conta mais detalhes sobre o programa:

Case real

Giovanni Del Negro foi aluno da 10ª edição do Gama Experience. Ele trabalhava como vendedor no meio tradicional e teve sua vida totalmente balançada quando o mercado da construção civil, onde atuava, começou a quebrar. Após inúmeras conquistas, metas batidas e viagens, aos 38 anos ele perdeu o emprego e se viu fazendo bicos para sobreviver e “trocando dinheiro de bolso”, com imensa dificuldade de recolocação.

Foi aí que ele conheceu a Gama Academy e percebeu que precisava se adaptar aos rumos que o mercado estava tomando. “Percebi que eu era uma pessoa muito diferente de todo mundo. Aquela galera jovem, querendo mudar o mundo. Fui trabalhando tudo isso dentro de mim […] Foram as melhores 5 semanas da minha vida, que me transformaram profissionalmente e pessoalmente. Devo o homem que sou hoje à Gama Academy, onde também aprendi que não sou responsável só por mim, mas por impactar a vida das pessoas e empresas que estão ao meu redor”, destaca.

Após o programa, Giovanni foi contratado pela Creditas, uma das maiores fintechs do País. Lá ele retomou sua carreira e teve acesso à diversas oportunidades, se tornando Coordenador de Vendas, e hoje ama o que faz e tem o seu time, que desenvolve e também aprende diariamente.

Mudanças de mercado

Sobre as principais mudanças que ocorreram no mercado de contratações, Quitério destaca a importância do diploma. “Uma das principais mudanças é que o mercado percebeu que diploma não dita conhecimento e execução, principalmente no mercado digital – que já possuem demandas que são mais dinâmicas. Hoje o mais importante é o que as pessoas realmente sabem fazer, por isso os processos seletivos são pautados em testes e portfólio”.

Um fato curioso que Quitério destaca é que existe uma alta demanda de profissionais qualificados nas áreas de Desenvolvimento Front-end, Inside Sales, Growth Hacking e UX/UI Design, principalmente em desenvolvimento. O que acontece é que muitas empresas precisam preencher suas vagas e acabam prospectando profissionais já empregados, competindo com propostas maiores, em nível de salário e benefícios. O que segundo Quitério, só inflaciona o mercado.

“É possível solucionar esse problema através de Education Recruitment, o conceito supre essas demandas de recrutamento em tecnologia, por meio da união entre educação e recrutamento. Dessa forma, a Gama Academy, por exemplo, capacita novos talentos com habilidades que são mais necessárias para essas empresas e os conecta com oportunidades reais no mercado digital. E a nossa metodologia é baseada no desenvolvimento de habilidades técnicas e soft skills, com o apoio de empresas que transformam esse cenário conosco. É uma construção conjunta — e acreditamos que é exatamente dessa forma que vamos conseguir ir mudando o cenário atual”, finaliza.

Próximos passos

A Gama Academy identificou altas demandas de capacitação em outras localidades, além de um gap em conhecimento técnico, por isso estão lançando cursos online, como o Gama Start, que são conteúdos preparatórios nas mesmas áreas do Gama Experience, e o Gama Master, para quem já atua nas áreas de Customer Success e Product Management e deseja aprofundar seus conhecimento e acelerar a sua carreira.

Com isso, eles trarão também novas possibilidades de treinamento para empresas, que poderão adquirir esses conteúdos para desenvolver os seus colaboradores.

E aí, que tal inovar na hora de aumentar o seu time?


Fique ligado no Startupi para ficar por dentro de mais novidades do ecossistema.