Na noite de ontem, 26, a Companhia Melhoramentos e o Co.W. Coworking Space inauguraram, na Casa Melhoramentos, a unidade de escritórios compartilhados Co.W. Lapa. Recém lançado, o espaço já possui 20 empresas residentes, com espaço para até 200 posições inicialmente. A expectativa é de sejam mais de 300 vagas futuramente.

Renato Auriemo, sócio-diretor do Co.W. Coworking Spaces e Marcelo Persone, superintendente da Melhoramentos, apresentaram o espaço. O evento de lançamento também marcou a comemoração de 129 anos da companhia.

O Coworking

“Estamos em um momento de reinvenção, de renovação, e este prédio representa esta característica. Essa parceria com o Co.W. vem brindar essa reinvenção, e é uma forma da gente trazer cultura, desenvolvimento, networking e, juntos, trazermos inovação para ocupar este espaço”, diz Marcelo.

Com a inauguração, o Co.W. totaliza sete unidades: quatro em São Paulo e três em Joinville. Ao todo, são mais de 2 mil membros residentes. “Esse projeto foi construído a quatro mãos. Podemos juntar tudo o que já temos no Co.W., mais um ambiente de educação e cultura, tudo em um mesmo lugar e ainda com um tempero extra, que é o prédio que tem uma história incrível”, comemora Renato.

Casa Melhoramentos

O imóvel foi tombado pelo Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo), em maio de 2009, por sua importância histórica para a cidade de São Paulo. Em 1932, ano da Revolução Constitucionalista, o prédio foi sede da Casa da Moeda.

A Casa Melhoramentos é um espaço que abriga diversos tipos de atividades culturais, e 10.032 m² de área construía, no bairro da Lapa. O novo coworking também conta com a infraestrutura do local, com um auditório com capacidade para 90 pessoas e salas para eventos e workshops, que podem abrigar até 130 participantes.

Este ano a Casa recebeu o Prêmio Master Imobiliário na categoria Retrofit Comercial e Cultural. “A medida em que o projeto evoluía, esse conceito de trazer mais empresas para participarem desse mini ecossistema da Casa Melhoramentos foi surgindo. Queremos mais gente aqui para borbulhar mais ideias, desenvolvimentos e networking”, explica Marcelo Persone.

Para Renato, “a ideia é montar um ecossistema, não só com startups, mas com empresas consolidadas também. Queremos formar parcerias para aceleração, incubação e desenvolvimento das startups que estiverem residindo no espaço. A ideia é ter diversidade e atividades para conexão das empresas e empreendedores”, completa.

Debate

O evento contou ainda com um painel que discutiu a importância da cultura e da educação para a transformação do país, com mediação de Gustavo Donato, professor titular e pesquisador do Centro Universitário FEI e responsável pela Plataforma de Inovação FEI; Bruno Assami, diretor-executivo da Unibes Cultural; Bruno Capão, Empreendedor Social na Nave Capão (Núcleo de Acolhimento e Valorização da Educação); e Marina Gelman, diretora da Ânima Educação.

Para finalizar, três startups apresentaram seus pitches: INTI, plataforma 100% transparente do mercado de transações online; Box Company Club, que desenvolve negócios baseado em recorrência de vendas/clubes de assinaturas; e Tamboro, edtech que oferece uma plataforma online de avaliação e desenvolvimento de soft skills para o mercado de trabalho.