A Ambar anuncia a aquisição de três startups com soluções na industrialização e digitalização do setor de construção civil. Com o investimento de R$50 milhões, ela se consolida como uma das maiores construtechs da América Latina. As empresas adquiridas são a PolarConaz e Controllere seus fundadores passam a ser sócios-executivos da companhia.

“A Ambar nasceu com o propósito de trazer inovação à construção, aplicando processos tecnológicos para reduzir o custo final e gerar qualidade de vida. O objetivo dessas aquisições é expandir o nosso portfólio de soluções e oferecer ainda mais opções ao mercado”, afirma Bruno Balbinot, CEO e fundador da Ambar.

A primeira negociação foi com a Polar. Fundada em 1989 pelos sócios Dalvir Alvise, Alan Fontes e Mauro Landi, a companhia com sede em Joinville passou por grandes transformações ao longo dos anos. Hoje é responsável pelo desenvolvimento de componentes de alta tecnologia que colaboram na produtividade de mais de 600 construtoras, que atuam em mais de 2000 canteiros. “Depois de 30 anos de atuação e sempre buscando inovação agora somos parte da Ambar. Juntos vamos tornar a jornada da construção civil mais eficiente”, diz Dalvir, agora Head of Innovation na Ambar Polar.

A aquisição da Conaz veio em seguida. A plataforma de marketplace conecta construtores e fornecedores de insumos da construção, utilizando processos e tecnologias como big data e machine learning. Criada em 2016, em Florianópolis, pelos sócios Ivan Alberti, Luiz Magalhães, Marcos Nuernberg e Renan Lecheta, a startup mantém as operações na capital catarinense e ganha um braço comercial em São Paulo, para potencializar o crescimento que já vinha desempenhando. “Mantemos nossas operações em Florianópolis, atendendo os mais de 400 canteiros de obra na região Sul do Brasil, e expandiremos nossa oferta à região Sudeste, potencializando nosso crescimento”, revela Renan Lecheta. “Crescemos seis vezes nos últimos 12 meses. Este ano vamos crescer pelo menos quatro vezes em base de clientes e faturamento, sem contar o lançamento de novas funcionalidades na plataforma”, complementa Ivan.

Intensificando seus investimentos, a Ambar também adquiriu a mineira Controller, aplicativo com foco na gestão da produtividade e qualidade da construção. Com ele é possível analisar e controlar dados da obra, auxiliando empresas nas tomadas de decisão. “Trazemos soluções e tecnologia para incorporadoras. Através do nosso aplicativo as informações chegam no canteiro de obras para um controle preciso de produção, de qualidade e das ocorrências de forma ágil, digital e integrada”, diz Felipe Canuso, que fundou a plataforma em 2018 ao lado dos sócios Guilherme Bombonato e Alexandre Barbosa, e hoje é Head of Technology da Ambar.

“Estamos em nosso segundo ciclo de transformação da indústria, na primeira etapa nos concentrarmos em industrializar as obras, agora completamos nossa abordagem com a digitalização da cadeia de valor de construção . Nossa estratégia é entregar uma experiência incrível pra quem incorpora e constrói, integrando projeto, orçamento, planejamento e controle de obra e acabando com o caos e o imprevisto”, conta Balbinot.

O foco da Ambar é a habitação de baixa e média renda, como as moradias populares do Minha Casa, Minha Vida. Com a aplicação de todas suas soluções, possui capacidade de atuar de ponta a ponta na jornada de construção, promovendo economias de até 15% no custo da obra. No Brasil, mais de 300 mil moradias possuem algum tipo de tecnologia Ambar.