A Amazon Web Services anunciou hoje, junto com a Fundação Parque Tecnológico de Santos (FPTS), o centro de negócios e inovação da cidade de Santos, a iniciativa de trabalho em conjunto para desenvolvimento da educação em tecnologia para instituições municipais da cidade.

A colaboração oferecerá suporte, treinamento e eventos virtuais à comunidade da FPTS, para que ela tenha acesso aos conteúdos de programas globais da AWS voltados para educação, pesquisa científica e inovação, como o AWS Educate e o AWS EdStart.

De acordo com Jeffrey Kratz, Diretor de Public Sector para AWS na América Latina, Canadá e Caribe a cooperação é um passo importante para incentivar a educação técnica e a inovação na região do litoral do estado de São Paulo. “A AWS investe e acredita na natureza inovadora do Brasil. Juntos, Santos e AWS têm um papel importante na capacitação de profissionais brasileiros em computação em nuvem, preparando-os para atender uma demanda constante do mercado de tecnologia por mão de obra qualificada em áreas como Machine Learning, Inteligência Artificial e Internet das Coisas.”

Para Paulo Alexandre Barbosa, prefeito de Santos, este trabalho em colaboração com a AWS vai permitir o desenvolvimento tecnológico na Baixada Santista, além de estimular o uso de tecnologias inovadoras na região. “A tecnologia em nuvem não é para o futuro, ela é uma realidade. Junto com a AWS, a Fundação Parque Tecnológico de Santos oferecerá qualificação para que os talentos da região possam estimular novos mercados e criar soluções inovadoras, dentro de um ambiente virtual que cada vez mais faz parte do nosso dia a dia”, afirma.

Como parte trabalho em conjunto com a FPTS em 2019, a AWS realizará palestras e disponibilizará créditos para um hackaton durante dois eventos da cidade de Santos: A Semana Municipal de Ciência e Tecnologia, uma iniciativa realizada em conjunto com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), e o Festival Geek, um evento de cultura pop com conteúdo sobre o universo dos jogos, animes, sitcoms, livros, mídias sociais e quadrinhos.

“O Parque Tecnológico de Santos é uma iniciativa do município de incentivo ao empreendedorismo e à pesquisa. Um espaço aberto às novas e boas ideias. O trabalho em colaboração com a AWS é de fundamental importância para a cidade, tendo em vista as ações educacionais que serão desenvolvidas com o intuito de capacitar o público, por meio das entidades conveniadas ao Parque, no que há de mais avançado da tecnologia disponível globalmente. Temos certeza que estamos iniciando um relacionamento promissor”, comenta Rogério Santos, presidente do Conselho Administrativo da Fundação Parque Tecnológico de Santos e Secretário Municipal de Governo.

Programas cobertos

  • AWS Educate é uma iniciativa global da Amazon que oferece aos alunos e docentes os recursos necessários para acelerar o aprendizado relacionado à nuvem. No Brasil, inclui instituições como SENAI, USP Unicamp, Mackenzie, UFRJ e o grupo Kroton. No final de 2018, a cidade de Araraquara e seis instituições educacionais da cidade aderiram ao programa para treinar 1.000 alunos com conhecimento e habilidades em computação em nuvem. Assim, a cidade se tornou um hub, onde a AWS está disponibilizando créditos para o desenvolvimento de projetos de tecnologia em nuvem pelos alunos.

Em todo o mundo, mais de 2.400 instituições participam deste movimento, incluindo a Carnegie Mellon University, a Cornell Tech, a Universidade Nacional de Seul e o National College of Ireland. Há centenas de milhares de inscritos, beneficiando estudantes em mais de 200 países e territórios.

A AWS Academy, dividida em:

    • AWS Academy Cloud Foundation, curso introdutório que fornece uma visão geral dos conceitos de nuvem, serviços principais da AWS, segurança, arquitetura, preços e suporte;
    • AWS Academy Cloud Architecting, um curso focado em especialização técnica em computação em nuvem e as habilidades necessárias para obter a certificação AWS Certified Solutions Architect.

AWS Cloud Credits for Research, um programa que apoia pesquisadores que procuraram:

      • Criar soluções baseadas em nuvem para facilitar sua pesquisa e trabalhar com suas comunidades;
      • Criar provas de conceito ou benchmark para avaliar a eficácia de cargas de trabalho de pesquisa ou pacotes de dados na nuvem;
      • Realizar workshops e tutoriais para treinar sua comunidade;

AWS Activate,um programa de relacionamento com startups, no qual a AWS fornece uma infraestrutura econômica e fácil de usar para escalar e crescer. As startups têm os recursos de que precisam para começar rapidamente com a AWS, incluindo créditos, treinamento e suporte. Airbnb, Lyft e Slack estão entre as startups que participaram do programa.

AWS EdStart é um programa de aceleração virtual para startups focadas em tecnologia de educacional (EdTech). Criado para ajudar empreendedores a desenvolver a próxima geração de soluções de aprendizado online, análise de dados e soluções de gerenciamento de campus por meio do serviço de computação em nuvem da AWS, o AWS EdStart é um programa de alcance global – disponível no Brasil desde junho de 2019 – que já concedeu milhões de dólares créditos promocionais da AWS em 33 países, beneficiando startups como Mursion, Mission U, Way Up e Quizizz.

Os principais benefícios para startups neste programa são:

    • Créditos da AWS – Criados para ajudar a lidar com os custos operacionais associados aos serviços em nuvem. Os clientes podem usar esses créditos para começar a operar e escalar.
    • Treinamentos técnicos – Como membro da AWS EdStart, uma startup acessa várias oportunidades de treinamentos técnicos para apoiar a consolidação da empresa. Esse recurso inclui webcasts, sessões de treinamento técnico e apresentações de parceiros especializados.
    • Mentorias – O programa incentiva a colaboração e a comunicação entre líderes experientes do setor e startups de tecnologia educacional. O programa de Mentorias também realiza encontros, dias de campo e eventos para membros da comunidade.