O Núcleo de Estudos em Startups, Inovação, Venture Capital e Private Equity da Fundação Getulio Vargas (FGVnest) está trazendo para o Brasil o mundialmente famoso Venture Capital Investment Competition (VCIC).

Criado em 1998 no MBA da Kenan-Flager Business School da University of North Carolina, atualmente o VCIC conta com a participação de mais de 80 universidades em 15 países, incluindo os mais renomados programas de MBA do mundo. Todos os anos, o programa envolve cerca de 1.500 alunos, 150 gestores de Venture Capital e 100 empreendedores, em diversas competições regionais ao redor do mundo. A grande Final Global ocorre anualmente, em Abril, em Chapel-Hill, Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

O VCIC não é uma competição de startups. No VCIC os participantes são os investidores, não os empreendedores. Ao invés de fazerem pitch de planos de negócios, os competidores do VCIC atuam como gestores de venture capital avaliando negócios reais. Os juízes da competição são profissionais experientes das principais gestoras de venture capital do mundo que observam e dão as notas para as equipes baseado em suas capacidades de analisarem, negociarem e investirem em startups. É o melhor lugar para capacitar professionais de venture capital.

Por meio da parceria com a Fundação Getulio Vargas, o VCIC terá pela primeira vez uma universidade da América Latina. “Estamos muito animados em trabalhar em parceria com a FGV para trazer o VCIC para a América Latina. Com a participação do Brasil teremos competições regionais do VCIC em quatro continentes”, informou Patrick Vernon, Diretor do VCIC e Clinical Associate Professor of Strategy and Entrepreneurship da UNC Kenan-Flager.

Os alunos dos MBA da Fundação Getulio Vargas que tiverem cursado a disciplina Private Equity e Venture Capital estarão habilitados a participar do VCIC. É o caso dos que forem cursar o futuro curso de MBA em Private Equity, Venture Capital e Investimentos em Startups da FGV, que já foi desenhado para se conectar ao VCIC, possibilitando aos alunos se prepararem para competir, em iguais condições, com as melhores equipes dos principais programas de MBA do mundo.

Em 2019, o FGVnest rodará um programa piloto do VCIC Brasil, com equipes formadas por alunos de MBA da FGV. O time brasileiro vencedor participará de uma das finais regionais nos Estados Unidos em Fevereiro de 2020, e disputará um lugar na grande final em Abril de 2020. O objetivo do FGVnest é ampliar o VCIC Brasil para incluir as equipes dos programas de MBA de outras universidades brasileiras ao longo de 2020 e, a partir de 2021, expandir o programa para outros países da América Latina.

“Trazer o VCIC para o Brasil é uma grande honra. Este é um imenso e maravilhoso desafio que vai ao encontro do objetivo do FGVnest de ser um ‘hub’ de conhecimento de ponta em Venture Capital, Private Equity, Inovação e Startups, promovendo, estimulando e agregando iniciativas relevantes para a indústria”, descreve o coordenador do FGVnest, professor Caio Ramalho.