* Por Yago Almeida

Um dos temas que mais está em voga nos últimos meses é a Indústria 4.0. Mas o que isso significa, afinal?! Em linhas gerais, a Indústria 4.0 (ou Quarta Revolução Industrial) é um conceito que engloba tecnologias de automação e intensa troca de dados, usando sistemas altamente tecnológicos, como Internet das Coisas ou Computação na Nuvem.

Por isso, vemos um forte movimento em diferentes segmentos, em todo o mundo, em busca de inovações que entreguem automações cada vez mais inteligentes e eficientes para processos já considerados arcaicos. Segundo levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), há 295 startups que oferecem produtos e serviços para as indústrias no Brasil, tendo forte atuação em 22 estados e 81 cidades.

Uma das indústrias que mais olha para o incrível mundo de possibilidade gerado pela tecnologia é a automotiva. Principalmente com a queda no número de compras de novos carros, o forte número de adeptos da economia compartilhada (onde as pessoas não desejam mais ter um automóvel só seu) e a procura por personalização em todos os seus aspectos, vimos fábricas gigantes fecharem suas portas justamente por não entenderem (ainda) que a transformação bate à porta e é preciso escancará-la.

Segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a expectativa para 2019 é de crescimento de 9%, com a perspectiva de comercialização de 2,86 milhões de veículos. Ou seja, há espaço para crescer e se sobressair no setor, mas é preciso inovar, de uma vez por todas.

Ao conversar com clientes da plataforma, pesquisadores do setor e até mesmo concorrentes, percebo que as aplicações do conceito de Indústria 4.0 são o futuro e devem ser consideradas de suma importância para gerar novos negócios automotivos.

Isso porque, por meio de sistemas de automação, será possível reduzir custos, controlar o chão de fábrica, integrar processos e revolucionar o uso da tecnologia dentro de cada setor, fazendo uma verdadeira conexão entre o mundo virtual e físico, gerando alta performance para os empresários e, na outra ponta, atendendo a demanda por novidades, gerada pelas novas gerações de motoristas.

O que você tem feito para fazer parte desse novo mundo automatizado?!


Yago Almeida é Diretor Comercial da Olho no Carro, uma startup que oferece segurança para transações de compra de veículos. O primeiro aplicativo web de consultas veiculares do país, analisa em poucos segundos, mais de dez variáveis, como  Decodificador de Chassi, Base Nacional – Dados Cadastrais do veículo com base no Renavam, Restrições e Impedimentos do veículo, Histórico de Roubo e Furto, Acidentes (sinistro de perda total), Indício de Sinistro, Leilão, Gravames (SNG), Histórico de Proprietários e Histórico de KM.