Após a captação de R$ 150 mil, através de uma plataforma de crowdfunding, a B2Mamy inaugura espaço voltado para mães empreendedoras.

A inauguração será no dia 5 de setembro e o ambiente oferecerá serviços na modalidade B2B e B2C: na primeira, empresas que tenham fit com o público materno ou infantil e queiram se tornar mantenedoras, patrocinadoras ou apoiadoras terão uma série de contrapartidas, como ativação de marca, realização de pesquisa de mercado e disponibilização de marketplace.

Na oferta B2C, mães empreendedoras pagam uma mensalidade e têm acesso à infraestrutura da Casa B2Mamy para conduzir seus negócios, networking qualificado, deixar seus filhos nos espaços Baby e Kids enquanto utilizam as salas de workshop, eventos e reunião. Além disso, as mães que se tornarem membros do espaço poderão participar da ativação das marcas, como sorteios e distribuição de brindes. 

A aceleradora, que conecta mães empreendedoras ao ecossistema de inovação e tecnologia, acredita que toda mãe pode encontrar um caminho equilibrado entre o sucesso profissional e a participação ativa na criação de seus filhos, principalmente quando tem acesso a uma rede de apoio.

A Casa B2Mamy é um lugar criado para fazer isso acontecer ao manter mães empreendedoras  conectadas entre si – já que o networking é parte essencial do empreendedorismo – e oferecendo um espaço pensado especificamente para elas e seus filhos.

Assim, busca transformar e facilitar a realidade de mães que enxergam dificuldade em obter sucesso profissional tendo filhos – 56% das mulheres brasileiras, de acordo com uma pesquisa com 10 mil  mulheres realizada pelo e-commerce Petit Papillon.

Localizada em Pinheiros, em parceria com o Achadinhos, a Casa B2Mamy funcionará com espaços para  reuniões, trabalho, workshops, palestras, entre outros eventos. Inicialmente, o espaço funcionará de segunda a sexta, das 9h às 19h.

“Os espaços para trabalhar, conhecer novas pessoas, fazer uma reunião, bater um papo com uma mentora ou produzir eventos em São Paulo são caríssimos ou não estão preparados para a nossa comunidade. Ficar dentro de casa todos os dias é fazer menos dinheiro e movimentar menos a economia”, comenta Dani Junco, fundadora e CEO da B2Mamy.

Nos últimos três anos a B2Mamy já capacitou e conectou mais de sete mil mulheres por meio dos meetups, EAD e programas de capacitação. A Aceleradora conquistou o apoio institucional do Google e Facebook, e movimentou a economia em R$ 4,5 milhões (faturamento das empresas aceleradas e da B2Mamy).