* Por Kerla de Paula

Eu nunca pensei que seria fácil.

Mas também não sabia que tais desafios poderiam ser tão enriquecedores assim.

Uma carreira autônoma sempre esteve presente no meu imaginário desde 2009.

Descobri esse sonho enquanto estudava MBA em Marketing e naquela ocasião, acreditava que quando me aposentasse seria consultora de negócios e daria aulas. Acho legal a troca de ideias e experiências que acontece numa sala de aula.

No entanto, bem mais cedo do que eu imaginava, me vi diante da possibilidade de iniciar a jornada do empreendedorismo ou solopreneur, como alguns dizem. Em linhas gerais, solopreneur é a pessoa que decide empreender sozinha, que toma as decisões de forma solitária e que compartilha as conquistas e os fracassos consigo mesmo. Lendo mais sobre o conceito, eu confesso que fiquei com sérias dúvidas se é a pessoa que opta por isso ou se é o destino que decide por ela. Os desafios do solopreneur ultrapassam os obstáculos inerentes a qualquer empreendedor.

O fato é que o empreendedorismo entrou na minha vida. Não por oportunidade, pois sequer tive tempo para planejá-lo como eu gostaria. Mas diante de tantas portas fechadas, algumas pareciam até lacradas; decidi antecipar o meu sonho. Quem sabe não seria este o momento? Quem sabe?

Ninguém sabe. Alguns até duvidam. Mas durante a caminhada, eu descobri que o momento certo é aquele que você acredita. E se faz sentido para você, então faz sentido sonhar, faz sentido realizar.

Mesmo com todos os percalços e dificuldades, ter um senso de propósito e realização me impulsiona a seguir sempre em frente, colocando-me em constante movimento.

É claro que como colaboradora de uma empresa, podemos concretizar projetos maravilhosos e, sobretudo, ter um espírito de empreendedor. Durante o tempo que trabalhei como CLT, fui muito feliz e me realizei profissionalmente em todas as empresas por onde passei.

Mas se novas portas não estão abrindo, não posso ficar esmurrando até machucar as minhas mãos. Preciso buscar outras portas, bater em diferentes portas, até que uma delas se abra.

E neste momento da minha vida, entendi que a outra porta poderia ser uma carreira solo, um propósito novo e continuar fazendo o que eu sempre amei. Aliás, este é o propósito que me mantém firme na caminhada e que me ajuda a encarar os desafios de ser solopreneur.

Em um único dia, posso exercer pelo menos 5 funções. Sou a secretária, do Comercial, do Financeiro, da Contabilidade, do Marketing . Eu planejo, executo e controlo as mais variadas tarefas e algumas delas ao mesmo tempo. Eu busco inspiração diariamente em tudo que vejo, leio e ouço; mas a automotivação tem sido um combustível necessário e eficaz na minha vida.

Se eu deixar a peteca cair, impactando negativamente os diferentes papéis que desempenho, terei que contratar uma dessas palestras motivacionais .

Não, não posso me dar ao luxo de desanimar!

Só posso olhar para frente com foco no horizonte, buscando sempre o caminho mais adequado e mais iluminado. O caminho da realização, de fazer aquilo que amo, de acreditar que minhas experiências poderão contribuir com algo e para algo.

E é só por isso que vale a pena persistir! Só por isso vale a pena não desistir!

O sol é para todos!

* Kerla de Paula é fundadora da Byfocus! e apaixonada por Marketing, Estratégia e Ambiente Digital. Formada em Ciências Econômicas com pós-graduação em Marketing e Inteligência de Mercado. Acredita na coexistência do marketing offline e online como forças complementares e potencializadoras.