Com o apoio do Sebrae, entre 2016 e 2018, a empresa WayCarbon quase dobrou o seu faturamento e o número de clientes após o desenvolvimento da plataforma CLIMAS, um SaaS (software como serviço) para gestão de sustentabilidade.

O CLIMAS consiste em uma base de dados relacionados ao uso de energia, recursos e insumos, juntamente com outros dados relevantes, em que a análise ajuda as organizações a tornarem suas operações mais eficientes e sustentáveis.

Iniciado em 2014, o desenvolvimento da ferramenta encontrou um entrave no final do ano seguinte, quando foram identificados gargalos de arquitetura e tecnológicos que impediriam, em médio prazo, sua escalabilidade e performance, o que prejudicaria os planos de crescimento do negócio.

Foi nesse momento que a WayCarbon contou com o apoio do Sebrae: “Nosso crescimento não teria sido sustentável sem os ganhos tecnológicos obtidos a partir dos desenvolvimentos financiados pelo edital do Sebrae”, comenta o empresário Breno Rates. “Foi assim que decidimos iniciar o desenvolvimento de uma nova versão do sistema que, além de lidar com os gargalos identificados, permitiria aumentar as possibilidades de aplicação e geração de valor”, acrescenta.

O CLIMAS é um software cloud-based para o monitoramento e relato de desempenho em questões relacionadas a emissões, energia, responsabilidade social corporativa (CSR) e compliance. “Com o CLIMAS, os usuários investem menos tempo coletando informações, ficando, portanto, mais disponíveis para implementar soluções”, explica o empresário. De acordo com Rates, além de gerar valor para os acionistas e investidores, as empresas atualmente estão submetidas a uma crescente exigência para que contribuam de forma positiva para objetivos ambientais e de sustentabilidade, e, desta forma, gerem valor de negócio ainda maior.