Essa semana o STARTUPI marcou presença na Casa Cor SP, uma das maiores mostras de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas. A mostra apresenta 75 ambientes em mais de 15 mil m² unindo afetividade, sustentabilidade e tecnologia. Este ano, com o conceito Planeta Casa, a mostra se baseou na tendência de cada casa se tornar o universo particular do indivíduo.

Repensar a casa não mais como um espaço físico, mas como um estado de espírito, norteia as novas formas de morar. A geração millennial, nascidos entre 1980 e 1995, permeia essa filosofia quase nômade, do desejo de se sentir em casa em qualquer lugar do mundo. Atrelada a essa necessidade de constante movimento, a tecnologia evoluiu para uma ferramenta mais amigável e que facilita esse processo, tornando o cotidiano mais prático e interativo.

“Quando se fala de tecnologia, não estamos nos referindo apenas ao high-tech propriamente dito, mas sim encontrar em elementos simples e até primitivos as ferramentas tecnológicas. Temos visto diversos designers e profissionais do segmento trabalhando com materiais inusitados para alcançar efeitos tecnológicos”, destaca Cristina Bava, redatora-chefe da Casa Cor.

Aliada à necessidade de se beneficiar da tecnologia, vem a preocupação com valores como ética, transparência, diversidade e consciência. As pessoas procuram cada vez mais saber a procedência e o propósito do produto a ser consumido. Esse comportamento é reflexo da preocupação do indivíduo com a sua postura em relação ao mundo. “É olhar, de certa forma, com afeto para o mundo e para o futuro”, comenta Lívia, Diretora Superintendente da Casa Cor.

Sustentabilidade

Uma das conquistas da edição paulista este ano, foi no quesito sustentabilidade: 99,3% dos resíduos gerados na mostra, entre montagem, evento e desmontagem foram desviados de aterros sanitários. A emissão de carbono foi reduzida em 54%, o que superou a meta estabelecida de 40%.

Em 2019, a meta é deixar de produzir 450 toneladas dos mais diversos resíduos em todas as fases do evento e dar a destinação adequada para o restante. Apoiada nessa ideia de que melhor que reciclar é não gerar resíduos, uma das principais ações do ano acontece na bilheteria. Em 2019, a mostra deixou de imprimir 115 mil convites em papel e mais de mil passaportes plásticos, e quem adquiri-los antecipadamente estará contribuindo com a causa.

“Em comparação, se colocarmos em linha reta, todos os convites que deixaremos de imprimir, isso representaria uma metragem superior à da Linha Amarela do metrô de São Paulo, que tem 12,8 quilômetros e vai da Estação da Luz à Vila Sônia. Isso exemplifica o impacto que o evento está exercendo no meio ambiente”, conta Darlan Firmato, Arquiteto Coordenador de Projetos da Casa Cor.

Além disso, esse ano os visitantes terão acesso à Rota da Sustentabilidade. Antes uma área apenas de bastidores, a Central de Resíduos agora faz parte do roteiro e demonstra, com práticas diárias, como a mostra processa todos os tipos de materiais. O espaço tem uma horta de orgânicos que abastece as operações gastronômicas de ervas frescas diariamente e, além disso, uma composteira para a produção de adubo, que poderá ser levado para casa pelos visitantes.

Veja abaixo alguns ambientes que se destacam no quesito sustentabilidade e tecnologia:

Espaço Índigo Comgás

Trata-se de um jardim interativo, localizado na entrada da mostra. O projeto destaca soluções sustentáveis, como o reaproveitamento de materiais, piso drenante, uma floresta de dutos metálicos reciclados e bancos em madeira de produção sustentável.

Os destaques ficam por conta do Tubo de Rubens, um experimento físico em que chamas de fogo dançam ao ritmo de ondas sonoras musicais, o banco Marquise – referência a Oscar Niemeyer e o Bicicletário Mandacaru, uma homenagem à arquiteta Lina Bo Bardi – que projetou o Museu de Arte de São Paulo – e incentivo aos visitantes para que façam uso de modais ativos.

Profissional: Lao Design e Zoom Urbanismo, Arquitetura e Design

Pelo segundo ano a Comgás forneceu gás natural encanado para diversos ambientes projetados por arquitetos e designers renomados, entre eles Debora Aguiar, Denise Barreto, Consuelo Jorge, Olegário de Sá, Fabiano e Tania Hayasaki e Gustavo Paschoalim.

Conheça os principais benefícios das aplicações a gás natural encanado que estão nos ambientes da Casa Cor:

  • Churrasqueira: oferece a praticidade do acendimento automático e mantém o espaço gourmet limpo sem o uso do carvão. Também proporciona maior controle de intensidade do calor e versatilidade, já que permite que o mesmo equipamento seja utilizado para preparar pizzas, por exemplo;
  • Lareira: agrega sofisticação, tecnologia e conforto a qualquer ambiente. O ajuste da altura da chama pode ser feito por controle remoto. Oferece mais segurança, uma vez que o sensor de oxigênio corta a chama em caso de emergência. Pode ser produzida em diferentes formatos e acabamentos, possibilitando total integração aos projetos. É possível também integrar a solução ao circuito de automação do ambiente,
  • Piso aquecido: mantém o chão sempre agradável ao toque. Embutido no contrapiso, não interfere na decoração e oferece temperatura igualmente distribuída em todo o ambiente.

A companhia possui o The House Comgás – programa de relacionamento que apoia com informações técnicas e criativas arquitetos, urbanistas, projetistas, designers de interiores e engenheiros que queiram incluir soluções a gás natural encanado em seus projetos, tornando-os ainda mais surpreendentes e inovadores.

Casa Sumè Espaço Conectado LG

Ressignificando o uso de materiais e destacando as tradições, costumes e memórias de povos milenares, Gustavo Neves leva para a Casa Sumè em parceria com a LG, um espaço conectado que exalta a real sustentabilidade em todos os seus pilares: social, econômico e ambiental.

O destaque vai para o método de construção ecológico Straw Bale, comumente usado em construções naturais, que usa fardos de palha como elemento de vedação, tendo em vista a natureza renovável do material.

“O que buscamos apresentar aqui é um modelo tridimensional onde o consumo, a sustentabilidade e a criatividade estão à serviço da humanidade e precisam ser compreendidas coletivamente”, explica Neves.

Profissional: Gustavo Neves

Entre os produtos expostos estão: um refrigerador que conta com a tecnologia IsntaView. Com a nova funcionalidade, os usuários não precisam abrir a geladeira para escolher o que pegar, bastam dois toques na porta e o painel se torna transparente. A nova função ajuda na economia de energia, que é outro carro-chefe do modelo.

Também é possível testar a TV modelo UHD AI, com plataforma de inteligência artificial compatível com o Google Assistant. O suporte conta com a função de comando de voz – já adaptada ao português – e permite que o usuário use o controle Smart Magic para agendar lembretes, solicitar informações de trânsito, pesquisar na internet e comandar outros aparelhos inteligentes.

Jardim de Pandora

Com soluções inovadoras pautadas pela sustentabilidade, o paisagista Felipe Alalou criou o Jardim de Pandora. Toda a inspiração do espaço vem do pintor modernista Piet Mondrian. Linhas verticais intercaladas com horizontais, formatos geométricos e o uso da cor vermelha para pontos de atenção são as principais características do projeto, que embora use a simetria como ponto de partida, pretende ser tridimensional e contemplado de diferentes ângulos.

Entre os destaques, a interligação de torres de Bromélia verticalizadas com caixas flutuantes horizontais, que formam verdadeiras esculturas vivas que se integram ao espaço.

Profissional: Alalou Paisagismo

Banheiro Voyeur

O banheiro “Voyeur” tem cabines com fechamento em vidro transparente. Porém, quando a porta é fechada, torna-se opaco, conferindo total privacidade. Para estimular ainda mais o usuário, as arquitetas usaram um recurso de trompe l’oeil – no fundo das cabines – com imagens em perspectiva para criar a ilusão de continuidade.

Profissional: Unik Arquitetura e Estúdio Aker

Casa Contêiner Cosentino

Em seu projeto com bases sustentáveis e foco em reaproveitamento de materiais, dois contêineres foram acoplados para dar vida a uma casa de 60m², que conta com living, cozinha e lavanderia integrados, além de uma suíte com um banheiro incrivelmente confortável. Os ambientes foram tomados por tons de branco, clima minimalista e peças de grandes designers, como Oki Sato, que traz sofisticação ao espaço.

A casa contêiner conta ainda com uma área externa de 100m² com piso em Granito White Lava, uma horta hidropônica auto irrigável e um jardim de bambus.

Profissional: Marilia Pellegrini

A horta fica por conta da Plantui, uma foodtech fundada em 2012 que acredita que a jardinagem pode tornar o mundo um lugar mais feliz e mais verde. Ela fornece mais de 40 sementes em cápsulas vegetais prontas para uso com todos os nutrientes necessários. Hoje é possível encontrar mais de 40 tipos de saladas, vegetais, etc. Eles acabaram de lançar pimentões no mercado e estão fazendo testes com tomates e morangos no seu laboratório. 

Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

3 Elements

O mundo contemporâneo inspirou a arquiteta estreante Bárbara Salles para criar o espaço 3 Elements – terra, água e ar. Com um banheiro conceitual bem ousado e criativo, que promete levar o público a um estado meditativo, com intuito de acionar o consciente e trazê-lo para o momento atual. Ao entrar no ambiente de 25m², o visitante se depara com uma atmosfera lúdica, que tem como ponto central a arquitetura sinestésica, que estimula percepções por meio de diversas sensações, elevando o bem-estar e contribuindo para o autoconhecimento.

Profissional: Bárbara Salles

Lite

A proposta do ambiente é apresentar o equilíbrio perfeito na casa de 190m² de área total, construída em apenas 40 dias. Com uma mente inquieta e que busca novas soluções, Duda afirma que o sistema Lite, que batiza seu ambiente, traz o conceito de casa modular atualizado com o novo jeito de morar. Desmontável, a moradia pode ser facilmente transportada para outros terrenos, caso seja o desejo da família.

Profissional: Duda Porto

Loft Mobili

A mobilidade foi o principal ponto de partida do Loft Mobili, espaço criado pelos arquitetos Hugo Schwartz e Alexandre Gedeon, do InTown Arquitetura. O Loft tem como principal tendência as soluções viáveis dos módulos habitáveis e suas diversas possibilidades de adaptação e versatilidade.

A arquitetura é inovadora e itinerante, pois o rápido e inteligente sistema construtivo permite que sua estrutura metálica seja transportada semipronta para ser remontada em qualquer lugar em um prazo de três a quatro meses, de acordo com o acabamento interno escolhido.

Com a arquitetura sustentável em voga, o uso de cobogós permite a ventilação natural e as claraboias a entrada de luz. Toda a cobertura do ambiente é plana e recebeu uma manta que reflete 95% da luz solar e reduz a sensação térmica em seu interior.

Profissional: InTown Arquitetura

Vale destacar que toda a montagem do Loft Mobili foi feita com parafusos, descartando o uso de soldas e desperdícios. Uma curiosidade é que alguns materiais foram reaproveitados do ambiente que o escritório desenvolveu na Casa Cor Rio de Janeiro de 2018.

Deca Lab

Em formato de nave, Ricardo Bello Dias apresenta um laboratório futurista onde a pesquisa é o cerne da inovação do design, um local que permite ao homem explorar o universo sem fronteiras. O Deca Lab possui 8 metros de diâmetro e é feito de uma estrutura metálica nas cores cobre e preto. A nave fica apoiada sobre um espelho d’água, e uma passarela atravessa a instalação, dando acesso pelos dois lados do ambiente.

Profissional: Ricardo Bello Dias

A parte interna da nave, uma espécie de estação espacial, foi inspirada no “Ciclo de Krebs da Criatividade”, esquema desenvolvido por Neri Oxman, arquiteta, designer e membro do MIT Media Lab –, que descreve a produção de energia intelectual a partir da interação dos quatro campos de exploração da criatividade: Ciência, Engenharia, Design e Arte.

O banheiro é o protagonista do ambiente, apresentando um Chuveiro 3D com seu design vazado de tramas entrelaçadas no acabamento Black Matte e a Bacia LK suspensa ébano fosco. Com sistema de regulagem de altura, a bacia se adequa a cada pessoa e oferece conforto, sendo possível posicioná-la de modo que a perna fique flexionada a 35 graus, posição ergonomicamente ideal.

Para imprimir sua personalidade, Bello Dias desenvolveu um modelo de torneira de mesa bica alta com uma argola acoplada logo abaixo, por onde o acionamento é feito por meio de um toque.

Quer conferir de perto todos esses ambientes? O evento acontece até dia 4 de agosto no Jockey Club de São Paulo, na capital paulista.