* Por Diego Carmona

Nos últimos cinco anos, uma das maiores preocupações dos grandes varejistas é o crescimento da cultura mobile que impulsiona cada vez mais as transações pelo celular. Essa atitude ainda é tida como motivo de preocupação, pois a transformação no comportamento do consumidor afeta diretamente na estrutura de vendas de uma marca.

Esse aumento deve ser tratado como um grande alerta para empresas que desejam se manter no mercado e encarar as novas tendências de maneira positiva. Estratégias bem desenvolvidas podem tornar um negócio cada vez mais responsivo para atender às necessidades dos consumidores online. Para aqueles que se adaptarem às mudanças e ficarem ligados nas novidades do mercado de tecnologia, é certo que essa migração e versatilidade do usuário irá representar uma grande oportunidade de negócio, além de serem formas de se colocar à frente no mercado em que atua.

Segundo dados do Sebrae, o público que tem preferência por fazer compras online é composto principalmente pela geração Z, que está chegando agora ao mercado de trabalho. Esse público representa 31% e formam mais de 65 milhões de consumidores em potencial. Conhecer suas características, portanto, pode facilitar no relacionamento e na comunicação das empresas.

Um grande ponto a ser observado é que esse público é muito exigente e já não se atrai apenas com formas tradicionais de propaganda. É uma geração que utiliza as redes sociais e confiam na opinião de pessoas conhecidas, para fechar uma compra. Assim, é preciso que as marcas tenham presença online e busquem personalizar a experiência de compra de acordo com o perfil de cada consumidor.

As mídias sociais sempre foram e ainda são bons canais de comunicação, além de representarem uma das formas mais eficazes de se conectar com esses usuários online. Plataformas como Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn, por exemplo, disponibilizam a possibilidade de fazer anúncios responsivos e que conversam com diferentes públicos em dispositivos variados.

Além das mídias sociais, o Google está dando prioridade para sites e plataformas pensadas e estruturadas para serem responsivas com o mobile antes do desktop. Então, é imprescindível desenvolver campanhas publicitárias que conversem com essas duas realidades e ter uma automação de marketing que priorize e alcance o público mobile. Essa iniciativa é essencial para garantir sucesso na captação de novos leads e gerar engajamento com seu público-alvo.

Mas os desafios não param por aí, os usuários esperam se deparar com experiências digitais cada vez melhores e mais rápidas, e o mobile não é exceção. Se você quiser proporcionar uma jornada omnichannel aos seus clientes, as plataformas devem se complementar e criar uma experiência tranquila de compra mobile por meio dos apps e sites.

Hoje existem plataformas tecnológicas como a leadlovers, por exemplo, que encara o aumento da utilização do mobile como uma oportunidade de abordar e alcançar potenciais clientes em outros dispositivos, que muitas vezes são mais pessoais e mais assertivos.

Por fim, quando se fala em automação e comunicação com a geração mobile, é interessante prestar atenção nos diferentes dados que os canais utilizados disponibilizam. Na hora de estruturar campanhas, se você entende todo o caminho que o consumidor percorre para realizar uma compra, terá mais efetividade na mensagem que deseja passar. Pense Nisso!


Diego Carmona é fundador e sócio da leadlovers. Formando em Ciência da Computação, o empresário trouxe a visão do mercado de tecnologia para o segmento de marketing para criar uma plataforma inovadora para impulsionar vendas através da internet. O leadlovers é uma plataforma pioneira no país que oferece serviços completos em automação de marketing para startups, pequenas e médias empresas e produtores do mercado digital.