* Por Luiz Fernando Natal

De acordo com o Sebrae, o Instagram é a rede social que mais cresce no mundo, contando atualmente com mais de 500 milhões de contas. A rede social de fotos tem em média 1,5 bilhão de curtidas por dia, além de ser 15 vezes mais interativa do que o Facebook e contar com o perfil de mais de 1.400 grandes marcas. Desta forma, o Facebook tem diminuído seus números quando o assunto é gasto com publicidade e engajamento. Diante desses dados, surge o questionamento: afinal, como identificar qual é a melhor rede social para a minha empresa?

As pesquisas indicam uma grande migração de usuários do Facebook para o Instagram, contudo é necessário ter em mente que talvez a saída não seja migrar de mídia, mas sim, entender a estratégia e a finalidade de cada plataforma, já que, cada uma conta com particularidades que, se utilizadas e adaptadas da melhor forma, conseguem atingir resultados exponenciais. Caso não seja possível trabalhar as duas redes, escolha e priorize aquela que faça mais sentido para marca.

Particularidades do Facebook

O formato de visualizar os conteúdos no Facebook é diferente do Instagram. Nesta plataforma, na maioria das vezes, os textos apresentam uma finalidade de reflexão, já que as pessoas costumam consumir mais notícias e artigos. Desta forma, entende-se que no Facebook é interessante realizar publicações mais detalhadas, em que o destaque principal não seja a imagem, mas sim o conteúdo textual, como por exemplo, o comunicado de um novo posicionamento da sua marca, ou até mesmo uma parceria.

Além disso, o Facebook permite o compartilhamento de links de sites e blogs, recursos esses que o feed do Instagram não permite. Por exemplo, se você possui um blog, é possível compartilhar o link de um post do seu blog em sua página do Facebook, levando automaticamente leitores para conhecerem o seu site. Outro recurso favorecido pelo Facebook são os vídeos. Os criadores de conteúdo já garantiram muitos benefícios, pois a plataforma possibilita acrescentar intervalos durante os vídeos, com a intenção de monetiza-los.

Os grupos do Facebook, por exemplo, são outra finalidade muito interessante e que o Instagram não apresenta em sua plataforma. Neles, além da monetização, é possível realizar debates e divulgar cursos online. Em geral, o Facebook pode ser mais utilizado para compartilhamento de link, vídeos mais longos, textos e discussões.

Estratégias consistentes para o Instagram

Instagram surgiu justamente com o intuito de ser uma mídia social mais visual e voltada para compartilhamento de fotos instantâneas. Um dos pontos fortes da plataforma é um conteúdo mais humano, a fim de aproximar as marcas dos clientes – embora no último ano o Instagram também tenha crescido muito como um canal de venda.

Atualmente humanizar sua marca é muito importante para gerar empatia nos consumidores. Por isso, existem muitas maneiras de explorar o Instagram para esta finalidade. Uma delas é mostrar os bastidores da sua empresa, comemorações de datas especiais, entre outras ideias que transmitam transparência aos seus seguidores.

Além disso, outro ponto são os influenciadores, que fazem parte das estratégias das grandes marcas e estão mais presentes no Instagram do que no Facebook. Os Stories são um ponto muito mais forte no Instagram e, por isso, o trabalho com os influenciadores acaba tornando-se mais intenso, já que é por meio desta rede social que estes criadores de conteúdo divulgam produtos e apresentam métricas às empresas parceiras.

Ao final, o interessante é entender que ambas as redes sociais contam com benefícios para a sua marca, por isso tenha muita cautela sobre as suas decisões, pois elas dependem muito do seu modelo de negócio. O importante é saber traçar estratégias consistentes para cada uma das plataformas, criando conteúdos que sejam realmente relevantes para obter o melhor alcance possível.

* Luiz Fernando Natal é Head de Marketing da Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina.