Em uma ação inédita, a Blockchain Academy, pioneira em desenvolvimento de conteúdo e treinamento em blockchain no país, e a Kyvo Design-Driven Innovation, plataforma de inovação responsável por alguns dos principais projetos de corporate venture hoje no mercado brasileiro, anunciam a criação do primeiro programa de aceleração de ecossistema exclusivamente focado em soluções envolvendo blockchain. Batizado de Blockchain Ecosystem Acceleration, o programa tem como meta desenvolver soluções conjuntas entre grandes corporações e empreendedores para desafios enfrentados pelo mercado.

A iniciativa ocorre em um momento em que as infraestruturas do tipo blockchain se emergem como uma das tecnologias mais promissoras da atualidade e desperta cada vez mais a atenção de startups e grandes empresas para o potencial de inovação que pode trazer aos negócios. Apesar do grande volume de recursos sendo investidos em iniciativas de blockchain (entre janeiro e abril foram US$ 850 milhões, segundo o banco de dados de investimentos de venture capital Pitch Book), as soluçõesem utilização pelas empresas ainda engatinham. De acordo com a consultoria Gartner, o blockchain tem potencial para alcançar US$ 3,1 trilhões em criação de valor para as empresas até 2030. (Confira no fim do texto a definição de blockchain)

“Buscamos startups maduras que já oferecem soluções sólidas para as necessidades reais do mercado, mas que estão planejando construir novas soluções baseadas em blockchain (ou DLT) com outros players no ecossistema“, explica Rosine Kadamani, co-fundadora da Blockchain Academy. “Do lado das empresas patrocinadoras, o objetivo é facilitar a adoção de soluções de blockchain em suas operações, acelerando, assim, a incorporação da tecnologia ao dia a dia da corporação”, complementa Hilton Menezes, fundador e CEO da Kyvo Design-Driven Innovation.

O Blockchain Ecosystem Acceleration prevê um investimento total de R$ 1,8 milhão, que será distribuído na estruturação de projetos, bem como no desenvolvimento, teste e validação destes, que são cocriados com o suporte de conhecimento e mentorias tecnológicas, de negócios e inovação por parte dos estruturadores do programa e seus parceiros. Setores como financeiro, logística e são alguns dos focos do programa.

No total, as cinco startups selecionadas para o Blockchain Ecosystem Acceleration serão associadas a cinco companhias, para trabalharem lado a lado, construindo projetos ao longo de seis meses de trabalho. Destes, os dois primeiros meses serão dedicados à fase de Strategy, em que as startups e empresas parceiras se dedicam à estruturação do escopo do projeto que desenvolverão em conjunto ao longo dos próximos meses. Nesta fase, os projetos serão conduzidos pela Kyvo e Blockchain Academy por um processo de capacitação e imersão consultiva em design estratégico e blockchain. Os quatro meses seguintes serão dedicados ao desenvolvimento das soluções em conjunto com as empresas patrocinadoras, em etapa nomeada Project.

“O programa traz uma abordagem de design estratégico combinada com um forte método educacional em blockchain, resultando em uma consultoria altamente especializada que oferece as melhores soluções para o ecossistema“, diz Kadamani.

Além da aceleração no Brasil, o Blockchain Ecosystem Acceleration terá uma edição também em Portugal, país em que a Blockchain Academy e a Kyvo mantêm operações próprias. “Futuramente a ideia é trabalharmos com projetos mais globais, podendo ser aplicados por startups e multinacionais com atuação nos mercados europeu e sul-americano”, afirma Hilton Menezes.

O que é tecnologia de blockchain

Blockchain é um termo hoje utilizado quando nos referimos a novas infraestruturas tecnológicas com potencial para registrar e transacionar informações e ativos digitais de maneira rápida, segura e transparente entre os envolvidos. Essas infraestruturas tecnológicas estão sendo testadas e utilizadas para os mais diversos fins, como a criação de novos ativos digitais, proposta de novos modelos de negócio e ecossistemas de relação mais descentralizados. O termo Blockchain ficou amplamente conhecido através do Bitcoin, o primeiro ativo digital escasso da era da internet. Logo após, diversas outras infraestruturas tecnológicas se basearam em suas soluções inovadoras para proporem outros protocolos e soluções com os mais diversos usos.