Aconteceu hoje no Memorial da América Latina o Google for Brasil, evento da companhia para mostrar as iniciativas desenvolvidas para o País em diversas áreas. Fábio Coelho, Presidente do Google Brasil, junto com outros executivos anunciaram as novidades que vão desde centros de Wi-Fi rápido e gratuito até programas educativos e de incubação.

Confira abaixo alguns destaques:

Google Station

O Brasil é o oitavo país do mundo a receber o Google Station, plataforma para implantação de pontos de acesso Wi-Fi de alta qualidade em países emergentes que tem como objetivo expandir o acesso a conectividade. São Paulo é a primeira cidade a receber o serviço e já conta com 80 pontos funcionando em espaços públicos como parques, praças e estações de trem da CPTM.

No mundo, o Google Station está disponível na Índia, Indonésia, México, Tailândia, Nigéria, Filipinas e Vietnã. No Brasil o projeto é resultado de uma parceria com a America Net e Linktel e no primeiro momento, conta com o patrocínio do Itaú. O objetivo é expandir o serviço para milhões de brasileiros até o final de 2020.

Certificado Profissional de Suporte em TI

O programa online, desenvolvido pelo Google e hospedado no Coursera, foi projetado para preparar os alunos para trabalhar como profissionais de suporte de TI em cerca de oito meses. Agora ele está disponível em português. O objetivo é oferecer uma alternativa de treinamento para beneficiar tanto quem busca por uma vaga quanto as empresas brasileiras que precisam preencher vagas com profissionais qualificados.

Google Assistente

Os brasileiros adoram usar os comandos de voz disponíveis no telefone. A versão em português do Google Assistente existe há cerca de dois anos, e o Brasil já é um dos três maiores países em número de usuários ativos. Hoje o Google anunciou o lançamento de um celular inteligente desenvolvido pela Positivo, empresa brasileira de tecnologia, que roda com KaiOS e conta com um botão para o Assistente. Com ele, os usuários podem acessar rapidamente informações, abrir aplicativos e controlar o telefone utilizando apenas a voz. O aparelho estará a venda até o fim de junho por R$279.

Além disso, a Positivo também está lançando seu primeiro conjunto de produtos para Casas Inteligentes que usam comando de voz através do Google Assistente. Os produtos incluem lâmpadas, plugues de tomada, câmeras, sensores de alarme. Os produtos estarão disponíveis até o fim do mês com preços a partir de R$99.

Alfabetização e habilidades digitais

O Google.org vai investir R$4 milhões na ONG Instituto Palavra Aberta para o desenvolvimento do EducaMidia, um programa de educação midiática que tem como missão preparar as novas gerações para que possam pensar criticamente e participar de forma ativa na sociedade.

Esses valores vão permitir que a organização engaje professores e alunos no desenvolvimento de habilidades cruciais para a vida em nosso mundo conectado.

O programa vai gerar um currículo de educação midiática alinhado com os princípios da Base Nacional Curricular Comum (BNCC) e treinar 5 mil professores e 175 mil alunos ao longo dos próximos dois anos.

Privacidade

A partir de agora, as pessoas já podem usar celulares Android como chave de segurança, criando uma camada adicional de proteção para as informações do usuário. Também é possível saber de que maneira esses dados são usados por Mapas, Busca e Assistente. Basta acessar o menu de aplicativos e escolher a opção “Seus dados no…”. Em breve, esse recurso estará disponível também para o YouTube.

Os controles de auto-deletar para Atividade na Web e de Apps também já estão disponíveis em todo o mundo. Com eles é possível determinar, de forma fácil e simples, o período máximo durante o qual os dados permanecem armazenados. Cada usuário pode escolher um limite que varia entre três e dezoito meses.

Feito isso, dados anteriores a esse período serão automaticamente deletados, sempre que ultrapassarem essa barreira. Nos próximos meses os controles de auto-deletar serão oferecidos também para o Histórico de Localização. E até o final deste ano será possível contar com a navegação em modo anônimo para Mapas e Busca.

Change the Game

As mulheres são a maioria da população brasileira (51%, segundo dados do IBGE), e isso também se reflete entre os gamers. A Pesquisa Game Brasil (PGB), de 2018, mostra que mais da metade dos brasileiros que jogam games eletrônicos são do sexo feminino. No entanto, elas são minoria quando o assunto é criar jogos, trabalhar com programação ou optar por carreiras de exatas ou TI.

Para ajudar a mudar esse cenário e promover a diversidade na área, o Google lançou o Desafio Change the Game, que vai premiar alunas de escolas públicas e privadas, com idade entre 15 a 21 anos, que tiverem as melhores ideias de jogos. Serão selecionadas duas vencedoras, que terão seus games produzidos e lançados no Google Play no começo de 2020.

Outras 500 garotas ganharão 16 cursos totalizando 144 horas de aulas online sobre programação, para que elas possam levar seus sonhos adiante. A iniciativa foi lançada hoje durante o Google for Brasil.

Desafio de Inovação Google News

O Programa vai beneficiar iniciativas com o objetivo de garantir a sustentabilidade das empresas jornalísticas através do desenvolvimento de novos modelos de negócios. Eles receberão inscrições de qualquer empresa jornalística: nativos digitais, startups, ONGs, veículos tradicionais, canais de televisão e freelancers e as propostas selecionadas vão receber até R$1 milhão como apoio do Google News Initiaitve – GNI.

Incubadora Jornalística

A empresa também anunciou o  lançamento de um programa de incubação para startups de jornalismo, em parceria com o campus do Google for Startups em São Paulo. A iniciativa irá apoiar equipes que estão criando empresas jornalísticas digitais do zero. Elas receberão acesso a produtos e mentores do Google, especialistas da área e recursos para acelerar o desenvolvimento dos seus negócios.