PUBLIEDITORIAL

O ecossistema acaba de ganhar uma iniciativa voltada para o mercado de saúde. Trata-se da Neo Acelera, a primeira aceleradora social com foco na atenção primária à saúde do Brasil.

A atenção primária à saúde é uma das dez prioridades da Organização Mundial de Saúde para 2019. Conhecida como a “porta de entrada” dos usuários nos sistemas de saúde, refere-se ao atendimento inicial que funciona como um filtro para organizar o fluxo dos serviços nas redes públicas e privadas.

Isto abrange cuidados integrados, acessíveis e baseados na comunidade e inclui, por exemplo, educação e promoção de hábitos saudáveis, prevenção de doenças, acessibilidade a tratamentos, acesso a exames e medicamentos, gestão de recursos e insumos, entre outros.

O projeto é uma iniciativa da Neo Química, laboratório farmacêutico brasileiro, líder em similares e genéricos no Brasil, que acredita que relações potentes podem ajudar a acelerar a saúde no Brasil.

“Queremos provocar um movimento, por meio da aceleração de negócios sociais, que favoreça o avanço da atenção primária à saúde no país. Esperamos que essa iniciativa se multiplique na rede de saúde como um todo, buscando soluções em conjunto e provocando um impacto social positivo”, destaca Jurema Aguiar, Diretora de Marketing e Inovação da Neo Química.

A Neo Acelera foi desenvolvida em parceria com a Yunus Corporate Social Innovation, unidade da Yunus Negócios Sociais, referência mundial no apoio e desenvolvimento de negócios com foco em impacto social e ambiental.

“Um dos problemas prioritários que afligem a vida do brasileiro é o acesso à saúde de qualidade, especialmente quando nos referimos à atenção primária. Acreditamos que os negócios de impacto são mecanismos muito eficientes para endereçar esse problema, garantindo escalabilidade e sustentabilidade do impacto no médio e longo prazo”, comenta Rogério Oliveira, Fundador da Yunus Negócios Sociais Brasil.

Como funciona?

Serão selecionados até oito projetos de acordo com os seguintes critérios: potencial de impacto socioambiental; alcance ou previsão de sustentabilidade financeira; qualificação de equipe de empreendedores responsável, e potencial de escalabilidade ou replicabilidade da solução.

Os negócios selecionados passarão por um programa de três meses de aceleração, que conta com encontros presenciais, capacitação, mentorias com especialistas do mercado e acompanhamento semanal da equipe da Yunus Negócios Sociais.  Após o processo de seleção, a Neo Acelera poderá investir até R$150 mil em um dos projetos.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site até o dia 9 de Junho.