O Pacto Global das Nações Unidas (UNGC), através de sua plataforma oceânica, criou uma rede internacional de aceleração para promover o desenvolvimento de soluções tecnológicas que promovam a sustentabilidade dos oceanos.

Essa iniciativa, que será coordenada pelo UNGC, desenvolverá seu trabalho nos próximos 24 meses, com a apresentação dos primeiros resultados esperados para junho de 2020.

Os fundadores da Rede Ocean Accelerator são entidades que atuam complementarmente nas áreas de inovação e tecnologia para a sustentabilidade nos oceanos: Envisible (EUA), Katapult Ocean, (Noruega) MIT (EUA), Sea Ahead (EUA), Startup Chile ( Chile) e CEiiA (Portugal).

Até o final de 2019, outras três entidades estarão envolvidas: uma do Japão, uma de Cingapura e uma da África do Sul.

Ao longo dos 24 meses, esta rede internacional visa promover uma dinâmica de trabalho colaborativo envolvendo empresas, universidades, jovens empreendedores e startups em torno do desenvolvimento e implementação de soluções específicas de negócios para os oceanos, com base na sustentabilidade e cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. .

Erik Giercksky, responsável pela Sustainable Ocean Business Platform da ONU, disse: “A criação de uma rede internacional para acelerar a inovação é crucial para ligar o setor privado ao mundo acadêmico e ao mundo dos empreendedores e startups, e certamente os esforços conjuntos será muito positivo e positivo para um oceano mais sustentável, de acordo com a Agenda 2030 da ONU ”.

Fonte: Marine Energy