Com o objetivo de apoiar no desenvolvimento de startups que estão em estágio inicial, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), junto com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Softex, estão abertas as inscrições para o Conecta Startup Brasil. O edital completo está no site.

“Queremos selecionar 50 empresas interessadas em postular problemas a serem solucionados por startups que serão convocadas a participar do Programa em um segundo edital”, destaca o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, Paulo Alvim, lembrando que o Conecta Startup Brasil é um projeto de abrangência nacional com atividades regionalizadas que busca aumentar a densidade do ecossistema da inovação no país.

O Programa selecionará 50 empresas e inclue desde a ideação, passando pela conexão, capacitação, mentoria e também o acesso tanto ao mercado como a investimentos. Os projetos aprovados poderão receber até R$ 200 mil em investimentos.
Uma pesquisa da Fundação Dom Cabral identificou que pelo menos 75% das startups morrem em um prazo de até um ano, ou seja, uma em cada quatro. Em quatro anos, esse número chega a 50%. O objetivo do Conecta Startup Brasil é alterar esse cenário reduzindo esse elevado índice de mortalidade. O edital para startups será lançado no segundo semestre deste ano.

Para as empresas, o Conecta Startup Brasil é uma oportunidade para fortalecer a cultura open innovation, participar do ecossistema de inovação, acessar novas tecnologias e desenvolver soluções inovadoras e aderentes às suas necessidades. Já as Universidades e Centros de Pesquisas e de Desenvolvimento se beneficiam da interação com o mercado e com o próprio ecossistema.

“Com o apoio dessas empresas, as startups terão a oportunidade de desenvolver soluções de mercado. Identificamos conjuntamente em dois programas – o StartUp Brasile o Startup Indústria – que há uma grande demanda por soluções inovadoras, mas que é preciso estimular a capacitação dessas startups”, explica Diônes Lima, vice-presidente da Softex.

A iniciativa também auxilia as entidades investidoras ao entregar startups mais robustas e com soluções aderentes às necessidades do mercado. O mesmo se dá em relação à indústria e a outros setores, que passam a contar com soluções inovadoras graças a uma maior densidade de startups com perfil industrial.