*Por Bruno Perin

Meu negócio é arrasador.

Eu já perdi as contas de quantas vezes chegaram pessoas e me falaram, nossa fiz umas camisetas ou pães, e vendi tudo para meus amigos – meu negócio é arrasador. Nesse início de conversa fica aquela lembrança gostosa, forte, quase como um herói relembrando seus feitos.

E aí entra o “mas”, em ação… Quando a pessoa baixa o tom de voz e fala – Agora que fiz uma remessa ainda maior, mas não estou conseguindo vender! E infelizmente ela não consegue entender o que aconteceu.

Ora, acontece apenas que seus amigos não são o mercado.

Os seus amigos compram para lhe apoiar, porque precisam, por várias motivos, mas o mercado não é apenas eles e essa é uma lição crucial que você deve lembrar antes de entrar de cabeça na criação de um negócio.

Você testou a sua ideia com quem?

Aqui vão #2 dicas para lhe ajudar a evoluir desse ponto:

  • Peça indicações

Os amigos dos seus amigos já estão fora do seu círculo, então oferecer a essas pessoas já fica um teste melhor para o seu produto/serviço. Elas não têm ligação direta com você, então é mais fácil recusarem e dizerem o porque, ou comprarem e também lhe darem feedbacks menos tendenciosos. Isso já é mais próximo do mercado ideal.

  •  Ambientes onde acontecem

Vá nos lugares onde o problema ocorre e tente oferecer a sua solução, veja como as pessoas reagem a sua proposta. Esse é um teste ainda mais mercadológico e proveitoso, estar onde a situação acontece.

Algumas pessoas que indico isso falam, “mas eu tenho vergonha e se as pessoas não quiserem ou me acharem louca” – Eu apenas olho e penso: “se você está pensando nisso, empreender não é para você, por que esse é o menor dos problemas que virão”.

Faça testes.

Lembre-se que é importante fazer testes. Os testes mais reais possíveis para você tomar boas decisões sobre o seu negócio e entrar em algo que realmente existe mercado. Você precisará de pessoas além dos seus amigos e parentes para sustentar o negócio. Se for só para eles, faça uma vez essa sua ideia para agradar, aproveitem e pronto, porque para empreender, é preciso bem mais do que esse pequeno grupo.


*Bruno Perin, um cara Free LifeStyle, empreendedor, consultor, palestrante e escritor. Autor do livro – A Revolução das Startups. Pioneiro na combinação dos conhecimentos em Startup, Empreendedorismo, Marketing e Comportamento Jovem alinhado a Neurociência. Busca das formas mais diferentes, malucas e inusitadas possíveis desenvolver pessoas e negócios que façam a diferença no mundo, de jeito divertido, valorizando a vida e o agora.