Tinder dos imóveis, plataforma promete ligar corretores a imóveis perfeitos com ajuda de algoritmo.  Criada em 2016, a startup Homer tem como objetivo ajudar os corretores imobiliários a acharem o imóvel que buscam com rapidez e a segurança da comissão garantida a todos. Ao todo, a plataforma já conta com 20 mil corretores cadastrados.

O match é simples, o corretor  “X” cadastra os imóveis de sua cartilha que estejam para alugar ou vender, enquanto o corretor “Y” publica o perfil de um cliente ou imóvel desejado com apenas cinco informações diretas e pronto. O algoritmo se encarrega de achar o par perfeito! Feito isso, basta os envolvidos entrarem em contato e formalizarem a venda.

“O Homer cruza automaticamente o que o corretor precisa com os milhares de outros corretores em todo o Brasil para te entregar somente o que for relevante (como se fosse um único grande grupo). O corretor não perde tempo procurando. Depois que ele diz o que tem ou o que precisa, a gente encontra o parceiro ideal e notifica sempre que alguém publicar dentro do perfil desejado”, explica Lívia Rigueiral, fundadora e CEO da startup.

A comissão é a parte mais sensível no setor imobiliário, já que muitas vezes é a única fonte de renda do corretor e esse é outro diferencial do app. A plataforma garante o recebimento da comissão por todos os envolvidos, sem cobrar nada por isso, e mesmo que uma das partes se negue a realizar o pagamento, a plataforma irá assumir a responsabilidade e arcar com a dívida.

“As parcerias imobiliárias são extremamente vantajosas já que ajudam a aumentar o número de imóveis na carteira dos corretores, ampliando as possibilidades de fechamento dos negócios. Para driblar a insegurança sobre o pagamento de comissões, a Homer criou o programa de comissão garantida. Se um dos corretores não repassar a parte da comissão para o parceiro, custeamos o valor ao corretor lesado para depois tomar as providências legalmente de cobrança”, acrescenta Rigueiral.

A startup já recebeu aproximadamente R$10 milhões em investimentos Ipanema Ventures. Além disso, parte dos recursos de até R$ 500 milhões, obtidos pela holding com a venda da empresa Wooza para a Allied Tecnologia, do grupo Advent, em 2018, serão utilizados no negócio.


Para entender mais sobre a onde de inovação que está invadindo o mercado de construção, venha com o Startupi para um tour exclusivo entre as principais empresas do setor. Para mais informações, acesse aqui.