No dia 23 de abril, é comemorado o Dia Internacional do Livro. De acordo com o levantamento da Nielsen em 2018, as vendas de livros no Brasil registraram um aumento de 4,6%, ou seja, mais de 44 milhões de livros vendidos no acumulado do ano.

Em comemoração à data, perguntamos para executivos de sucesso quais são os livros que mais marcaram sua trajetória como empreendedores:

A indicação de Isabela Ventura, CEO da Squid, é “Comunicação Não Violenta” de Marshall Rosemberg: “O livro parte da observação de que a crescente violência é reflexo de uma comunicação desconectada dos nossos verdadeiros valores. Crescemos usando uma linguagem que, em vez de nos encorajar a perceber o que estamos sentindo e do que precisamos, nos estimula a rotular, comparar e a julgar não só os outros, mas a nós mesmos. À partir da leitura do livro, percebi que evitaremos toda violência e confusão se não misturarmos o que podemos ver com oque é nossa opinião”.

Para Marina Proença, COO da ClickBus, “O Lado Difícil das Situações Difíceis” de Ben Horowitz, conta como o empresário viu a oportunidade em cada empresa que investiu. O que mais a inspirou ou gerou emoções diversas neste livro: Ben Horowitz é um dos grandes empreendedores e agora investidores no mundo da tecnologia. Sua empresa, baseada no Vale do Silício, investiu em empresas importantes negócios como AirBnb, BuzzFeed, Facebook, Lyft, Rappi e tantos outros gigantes no B2C. Me conectei fortemente com ele e suas ideias e o ponto mais importante pra mim foi a necessidade que um executivo tem de tomar decisões e de fazer o que tem que ser feito. Parece simples e óbvio, mas na prática a gente sabe como no dia a dia é comum a gente se perder em meio a um mundo de desculpas, mesmo que verdadeiras, sobre os problemas com os quais temos que lidar”

Alexandra Avelar, Country Manager da Socialbakers, indica “As Crônicas de um Fim de Século” do jornalista Zuenir Ventura, “Fiquei aqui pensando em livros de negócios e me vieram inúmeros livros maravilhosos a mente: biografias, livros técnicos, marketing, vendas, gestão, negócios… mas quando fui tentar elencar o principal, só me vinha à cabeça meu autor predileto! Ahhh… como não falar de Zuenir Ventura? Não foi fácil escolher um título, mas acho que Crônicas de um Fim de Século foi um livro de grande significado. Eu estava me formando em jornalismo e esta reunião de crônicas foi uma grande aula de pensamento crítico. Ler Zuenir sempre nos convida ao questionamento, a dar mais atenção aos fatos, a ouvir mais, a interpretar melhor. E isso tudo em meio a boas risadas! É.. posso garantir que Zuenir é sempre uma ótima escolha!”.

João Pedro Resende, CEO e Cofundador da Hotmart, recomenda “Adams Óbvio” do Robert Updegraff. “O livro traz boas lições sobre como simplificar nossa comunicação, nos tornar mais analíticos e em como focar exclusivamente nos fatos. É um livro antigo, com mais de 100 anos, mas que traz lições atemporais para qualquer empreendedor atual. É uma leitura rápida e fácil, e foi uma das minhas principais influências até hoje. Hoje na Hotmart, dezenas de pessoas já leram Adams Óbvio e há líderes que presenteiam sua equipe com este pequeno livro logo no onboarding do time”.

Vinícius Picollo, CEO da Clooset, recomenda “Calma”, da The School of Life. “Empreender é um constante exercício de manter a calma, habilidade fundamental para tomar decisões. O livro ensina a usar a própria consciência para transformar nossa reação frente aos obstáculos diários e nos defender da ansiedade e da frustração – tão comuns na gestão dos negócios e da vida”.

Lucas Mendes, cofundador da plataforma de recrutamento digital Revelo, “Meu livro de cabeceira atualmente é “Scale”, escrito por Geoff West. O autor é um físico teórico que se aventura por outras áreas do conhecimento (como biologia, urbanismo e gestão empresarial), seguindo a linha mestra de mostrar que os princípios básicos da matéria, dos seres vivos, das cidades e de empresas são fundamentalmente os mesmos. Nesse livro, o autor discute como empreendedores e gestores podem lidar com problemas complexos tirando lições da natureza e da sociedade”.

Ricardo Rodrigues, CEO da Social Miner, recomenda o livro Predictably Irrational (traduzido: previsivelmente irracional), do autor Dan Ariely. “Este livro vai ao encontro do que penso sobre a Social Miner e nosso propósito. É uma introdução, de uma forma mais didática ao conceito de Behaviour Economy. O autor é um super especialista que aborda o comportamento das pessoas e de como nós entendemos o consumo.”

Para o CEO da Locaweb, Fernando Cirne, sua maior indicação para neste Dia Internacional do Livro para empreendedores é o “Empresas Feitas para Vencer”, do Jim Collins. “O livro responde a uma pergunta simples: como as empresas podem atingir uma excelência que se perpetue no longo prazo. Como a missão de todas as empresas é atuar em seu mercado, ajudando os seus clientes a prosperarem, por muitos anos, acredito que as lições apresentadas no livro com exemplos práticos são muito importantes”, disse. Empresas Feitas para Vencer mostra como as grandes empresas atingem o sucesso no decorrer do tempo e como isso se aplica no DNA de uma organização desde o seu nascimento. Além disso, mostra quais são as características que levam uma empresa a se tornar excelente e outras a fracassarem.

Miguel Fernandes, CPO da Witseed, indica o livro “LEan Ux”, de Jeff Gothelf e Josh Seiden. “O livro mostra como você pode validar a sua ideia o mais rápido possível sem gastar nenhum centavo. Com diversas ferramentas e dinâmicas para fazer individualmente e com seu time. Se você quer garantir que seu produto vai realmente atender aos anseios do público-alvo, sem gastar dinheiro à toa, não pode deixar de ler esse livro” finaliza.

Para Hendel Favarin, cofundador da Escola Conquer, o livro “De zero a um”, do Peter Thiel, não pode faltar na leitura de um empreendedor. “Quando falamos de ensinar empreendedorismo, não há uma fórmula exata, pois cada inovação é única. Toda inovação vai de 0 a 1, se já existe uma, então não é mais novo. No livro, o autor vai te ensinar a fazer perguntas que o levem a encontrar valores em lugares inesperados, te mostrando uma maneira original de pensar a inovação” completa.