*Por Ivanir França

O cenário dos negócios digitais é mais ou menos o seguinte: ou você já comprou algum produto ou serviço online ou ainda vai comprar. Segundo uma pesquisa do Google, as vendas pela internet no Brasil devem dobrar até 2021, sendo que a participação dos smartphones no e-commerce será de 41%. Ainda segundo o estudo, mais de 27 milhões de pessoas farão sua primeira compra online nos próximos 5 anos.

Com a popularização das conexões de banda larga e o aumento expressivo de seus usuários, o espaço virtual se modificou. O que antes representava apenas uma fonte de informação, diversão e entretenimento, passou também a abrigar inúmeras possibilidades para negócios. E é dentro desse novo cenário que surge o empreendedorismo digital. Além de empresas que já nasceram neste novo ambiente, as empresas físicas também viram aí uma oportunidade de ampliarem o seu alcance e conquistarem os consumidores que preferem comprar sem saírem do conforto de casa.

Neste artigo você vai conhecer mais a fundo o conceito de empreendedorismo digital e as vantagens do modelo, além de conferir algumas dicas que devem ser colocadas em prática antes de você investir neste modelo de negócio. Acompanhe:

  1. O que é empreendedorismo digital?
  2. Vantagens do modelo
  3. Empreender digitalmente é lucrativo?
  4. Dicas de como começar

1. O que é empreendedorismo digital?

O empreendedorismo digital pode ser compreendido, em poucas palavras, como um modelo de negócios que oferece produtos e/ou serviços através da internet no intuito de obter lucros.  É possível atuar neste mercado de diversas maneiras, desde a venda de produtos próprios até o comércio de mercadorias de terceiros.

Além da vantagem de não exigir um investimento inicial muito elevado (se comparado aos negócios tradicionais), este formato também permite que o empreendedor tenha mais flexibilidade na sua rotina e, em muitos casos, trabalhe de onde quiser. Para atuar neste modelo de negócios, o empreendedor não precisa de uma formação específica, mas deve ter conhecimento sobre os produtos que comercializa e domínio das ferramentas utilizadas no ambiente virtual.

2. Vantagens do modelo

O empreendedorismo digital oferece diversas vantagens para quem deseja se aventurar no formato. Confira algumas:

Custo inicial mais baixo

Como já falamos anteriormente, esta é uma das principais vantagens deste modelo. Já que um empreendimento digital geralmente não demanda uma estrutura física complexa, os custos de consolidação e manutenção são reduzidos, e o investimento inicial é mais baixo. É claro que isso vai variar conforme o produto ou serviço oferecido, mas o valor total certamente será menor que o de um estabelecimento físico.

Sem barreiras geográficas

Enquanto muitos negócios tradicionais precisam se limitar aos arredores da empresa, o empreendedorismo digital derruba as barreiras geográficas. Aliando um bom produto a uma estratégia de marketing bem definida, é possível negociar com clientes de norte a sul do Brasil – e do mundo! E, como levantamos no início deste artigo, o potencial de mercado é gigantesco: segundo o IBGE, 7 a cada 10 brasileiros estão conectados à internet. Além destas vantagens, e, negócios digitais você não precisa fechar as portas à noite ou nos finais de semana, o que significa mais oportunidades de vendas.

Negócio mais fácil de tornar escalável

Aumentar o volume de produção e de vendas (sem aumentar os investimentos e custos fixos proporcionalmente) é muito mais fácil quando falamos de empreendimentos digitais. Isso varia muito de um negócio para o outro, já que alguns modelos são “naturalmente escaláveis” por não envolverem a produção de produtos a cada venda, como é o caso dos infoprodutos (cursos, e-books, videoaulas…). Mas, em linhas gerais, o processo para a grande maioria dos negócios digitais não envolve toda a burocracia e os custos de escalar uma loja física, por exemplo.

Flexibilidade

Quem não gosta de ter horários mais flexíveis, além da possibilidade de se organizar para trabalhar nos turnos em que se sente mais produtivo? O empreendedor digital tem essa vantagem. A facilidade para conciliar a rotina pessoal e o trabalho é sem dúvida o atrativo perfeito para quem deseja ter mais qualidade de vida.

Mas atenção: isso não significa menos trabalho! Para que o sistema funcione, é necessário que o empreendedor tenha disciplina e evite qualquer tipo de distração durante o horário que se propõe a trabalhar – especialmente se optar pelo home office.

3. Empreender digitalmente é lucrativo?

Muitas pessoas acreditam que, ao escolher um nicho e lançar um site, os lucros vão instantaneamente começar a aparecer. Não é bem assim. A promessa de ganhar dinheiro fácil e rápido com a internet é um dos grandes mitos deste meio.

Empreender digitalmente pode sim ser lucrativo, mas também exige muita dedicação, disciplina e muito estudo para que você saiba como aplicar as melhores ferramentas na consolidação do seu negócio. Antes de pensar em ganhar dinheiro, você deve se preocupar em criar uma audiência qualificada para o seu site e nutri-la com conteúdos de qualidade até que ela esteja pronta para comprar de você (confira mais detalhes no próximo tópico).

A boa notícia é que o mercado está aquecido e pronto para receber você. Ainda existem muitos nichos a serem explorados, assim como consumidores que apenas agora estão descobrindo a internet e realizando suas primeiras compras online.

4. Dicas de como começar

Planeje-se financeiramente

Por mais que dar início a um empreendimento online demande um investimento inicial menor, ele existe e deve ser planejado. Esse é um passo importante, mas que muitos empreendedores acabam negligenciando por se tratar de um negócio, em tese, mais “barato”. Simule cenários, calcule gastos e coloque tudo na ponta do lápis para evitar sustos que comprometam o seu orçamento pessoal.

Conhecer o mercado e avaliar a oferta e procura do produto/serviço que você se dispõe a oferecer é imprescindível nessa etapa. Se as possibilidades de lucro e crescimento forem concretas para o nicho que você escolheu, vá em frente. Caso as projeções não se mostrem muito favoráveis, talvez seja melhor dar um passo atrás, adaptar sua ideia, testar e só então investir.

Defina em qual nicho de mercado você gostaria de atuar

Trace interesses, habilidades e assuntos sobre os quais você tem domínio. Afinal, você trabalhará em função do seu negócio todos os dias, então o melhor é que seja com algo que você gosta. Além disso, analise qual formato de negócio mais se adéqua aos seus objetivos. As possibilidades existentes no universo digital são inúmeras: e-commerces, cursos online, franquias, marketing digital… Definido o nicho e o tipo de negócio que mais têm a ver com você, é hora de buscar todas as informações disponíveis sobre o mercado, as tendências e as necessidades dos consumidores. Este repertório ajudará você a fazer escolhas mais assertivas.

Outro detalhe essencial (mas que pode parecer óbvio) é saber se você tem um real interesse pelo mundo virtual. Não se trata apenas de gostar de navegar na internet ou de comprar online. Você deve se sentir confortável em transitar por diversas ferramentas que vão ser necessárias para manter seu negócio funcionando (estrutura do site, servidores, ferramentas de anúncio…). Se você não se imagina tendo que lidar com isso, talvez seja melhor repensar se o meio digital é mesmo para você.

Construa sua audiência

Seu negócio é digital, portanto nada mais lógico que você estar presente em outros canais no ambiente online. Mídias sociais e blogs são ótimas ferramentas para atingir diferentes públicos e convidar as pessoas a interagirem com o seu negócio. É importante optar por aquelas que tenham mais a ver com o seu nicho e com o seu público.

Após definir seus canais, comprometa-se a produzir conteúdo relevante para atrair e manter a audiência, o que vai garantir um melhor ranqueamento e visibilidade do seu site. Conhecer estratégias de marketing de conteúdo é importante para assegurar o sucesso da sua empreitada. Por fim, aproveite estes canais também para medir os interesses da sua audiência. Converse diretamente com seus seguidores/leitores e meça suas dores e desejos a partir dos seus relatos. Você pode extrair daí um material precioso para direcionar o seu negócio.

Divulgue o seu negócio

Investir em divulgação é essencial para o seu negócio. Afinal, você não vai contar com uma vitrine física que chame a atenção de seus potenciais clientes quando eles estiverem passando na rua. E ser visto na internet nem sempre é fácil. Como dissemos anteriormente, a produção de bons conteúdos é uma estratégia indispensável para atrair a sua audiência, mas é preciso ir além.

Investir em anúncios pagos em mídias sociais e no Google é importante para ampliar esse alcance. A principal vantagem destas ferramentas é poder direcionar os seus esforços para um perfil de público específico, que tem mais chances de se identificar com o seu negócio e de concretizar a compra.

Quer ser um empreendedor digital? Confira todas as dicas sobre o assunto no blog do Delivery Much.


*Ivanir França é Jornalista, Roteirista, Cineasta e atual analista de conteúdo da Delivery Much. Pós-graduado em cinema e graduando em História.