* Por Ana Oleski

O ambiente da crise para alguns pode ser um fantasma que assola o desemprego, e para outros pode ser uma oportunidade de empreender e dar a volta por cima. Uma tendência que chegou para ficar são as startups, empresas que estão saindo a frente daquelas mais tradicionais.

Pesquisa realizada pela ABStartups (Associação Brasileira de Startups) revelou que nos últimos 6 anos, o número de empreendimentos dobrou ao redor do mundo. O número, que em 2012 era de 2519 startups, passou para 5147 em 2018. No Brasil, estima-se que existam cerca de 62 mil empreendedores e 6 mil startups. Segundo a associação, esse número pode ser ainda maior, logo que por volta de 10 a 15 mil ainda estão em fase inicial ou não possuem um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

No último ano, o Brasil ganhou seus primeiros unicórnios, termo dado às startups que conseguem passar o valor de US$ 1 bilhão. O pontapé inicial começou com a empresa Nubank, de serviços financeiros, e o aplicativo de transportes 99.

Por conta disso, muitas pessoas estão apostando na ideia de abrir uma startup ou até mesmo pegar insights com esse modelo para implementar em suas empresas. Para a Agência Brasil EBC, o diretor-executivo da ABStartups, Rafael Ribeiro, afirma: “Acho que isso reflete o amadurecimento do empreendedor também, que entendeu como é o processo de funcionamento de startup”.

O que é startup?

Startups são, geralmente, empresas pequenas que escalam mais rapidamente do que outras, obtendo resultados ainda maiores, por conta do seu potencial inovador. Esse tipo de modelo atrai muitas pessoas que desejam transformar o rumo de suas carreiras e entrar no mundo dos negócios.

Ainda assim, mesmo aqueles que já estão estabelecidos dentro de uma empresa podem aprender lições valiosas com esse modelo de empresa. Independente das definições, as startups podem influenciar qualquer tipo de companhia, principalmente no que diz respeito ao espírito inovador que essas empresas carregam.

O Abertura Simples, plataforma de conexão entre novos empreendedores e experientes contadores que ajuda na abertura de empresas, separou uma lista com as principais lições que podem ser aprendidas com o modelo de gestão das startups, mesmo para quem já possui uma organização estabelecida no mercado. Confira:

1. Crie um ambiente criativo

Se você quer colaboradores mais criativos, é necessário criar um ambiente para tal. Experimente deixar o clima mais despojado, regado a inovações, e verá como sua equipe também acompanhará esse ritmo. Fuja do padrão, separe um espaço para descontração, permita o uso de roupas mais descoladas, remodele o seu modelo de trabalho e fuja do tradicional.

2. Aprenda a se reinventar

Não é fácil criar algo novo. É um processo que exige repertório, atenção às atualizações e novidades, além de um pouco de estímulo mental. Porém, para ter sucesso, sua empresa e seu time devem sempre estar um passo à frente da informação. A nova dinâmica do mercado exige a reinvenção, e observar como as startups fazem isso, se adaptando às novas tecnologias, deve ser um incentivo a outras empresas.

3. Trabalho em equipe e confiança

Outra lição que a gestão das startups nos ensina é que, além do trabalho em equipe, é necessário que os colaboradores também confiem entre eles. Só assim, o bom relacionamento flui e todos se ajudam mutuamente. Isso faz com que as chances de acontecer algum erro ou retrabalho diminua.

4. Aproveite todas as ideias

Sejam elas boas, ou ruins, aproveite todas as ideias que forem surgindo. Muitas vezes, sua equipe pode estar dando soluções geniais para o crescimento mas você não está dando ouvido a elas. Além disso, as ideias que não são tão boas servem para gerar insights melhores e bem resolvidos.

5. Observe o seu crescimento

Um dos maiores segredos da gestão das startups é o crescimento acelerado e contínuo. Porém, caso aconteça alguma queda, é necessário estar preparado. Por isso, é essencial analisar sempre os dados de desenvolvimento da sua empresa para não correr riscos.

6. Não deixe de tentar

Errar é aprender, e você não deve deixar o medo te impedir de fazer. As maiores e melhores empresas chegaram em suas posições através da tentativa e erro. A diferença é que elas estão sempre dispostas a corrigir esses problemas em tempo hábil. Se você seguir essas dicas e lições da gestão das startups, estará pronto para encontrar o foco do seu negócio e alcançar o sucesso.

Pronto para colocar em prática as lições das startups? Elas podem ser fundamentais no crescimento da sua empresa!

* Ana Oleski é redatora do Abertura Simples, maior portal privado de abertura de empresas do Brasil. Formada em Publicidade e Propaganda pela PUC-SP e especialista em Marketing Digital, com foco em Produção de Conteúdo e Inbound Marketing.