*Por Enio Klein

O último ano desta década será marcado pela premência que terão pessoas e organizações para percorrer o árduo caminho da transição para modelos de negócio e comportamentos que reflitam o novo cenário das relações profissionais, de consumo e sociais. Principalmente no Brasil, onde as lacunas sociais e econômicas ainda são enormes.

Em parte motivada e sustentada pelo intenso desenvolvimento tecnológico, o movimento de transformação ganha uma força que o torna irreversível. Mas não é só tecnologia. A sociedade mudou muito por conta da internet e das redes sociais, mas a grande mudança está na capacidade de lidar com a diversidade de gerações nos ambientes sociais.

Em todo movimento de evolução social, a mescla de gerações é benéfica e gera o oxigênio que realimenta o processo. Este fenômeno social tem tanta ou maior influência sobre as transformações em curso e futuras, quanto a própria tecnologia. Defino a relação da tecnologia com a nova sociedade como simbiótica. Hoje, a tecnologia permeia nossa sociedade e criou condições para uma nova ordem.

O resultado é que habitamos em um mundo onde a tecnologia faz parte do ecossistema, e o que mais impressiona é vê-la ser realimentada a partir da intensa colaboração global que a nova sociedade provê a partir de seus membros de diferentes gerações, maturidades, conhecimentos e experiências. Tudo isso catalisado por máquinas que aprendem, inteligência artificial, robôs que capturam informações, processam e são capazes de criar novas soluções e novas propostas.

As lideranças que emergem neste cenário em ebulição têm desafios únicos. Para mencionar somente três que acho dos mais relevantes para o momento atual: capacidade de gerenciar a diversidade e colaboração como ferramentas para inovar, desenvolver a habilidade de fornecer feedback em tempo real e, finalmente, estar aberto e acreditar que a tecnologia traz soluções preciosas e necessárias para que essas equipes, multidisciplinares, possam trabalhar com eficácia.

*Enio Klein, CEO da Doxa Advisers; Professor de Pós-Graduação na Business School SP; Especialista em Transformação Digital