* Por Erica Bogoni

Se você deseja ganhar uma renda extra e está em busca de desafios profissionais, atuar como representante de vendas ou com a revenda de produtos são duas ótimas opções. Contudo, existem algumas diferenças entre os dois métodos comerciais e se você ainda tem dúvidas sobre qual deles escolher, confira o artigo de hoje.

O que faz um revendedor de produtos?

Um revendedor é o profissional que adquire antecipadamente os produtos de uma empresa e realiza a revenda dos materiais estabelecendo sua margem de lucro. Assim, a margem de lucro de um revendedor costuma ser maior que a do representante, mas é necessário sempre ter um estoque para atender os clientes rapidamente.

Não há restrição de segmento nesse ramo, sendo possível atuar com a revenda de semijoias, de cosméticos, roupas, entre outras possibilidades.

O revendedor pode ainda montar seu próprio negócio, abrindo uma unidade física, criando sua própria equipe de vendas e estabelecendo as metas para todos.

Quais são as responsabilidades do revendedor?

As principais responsabilidades de um revendedor são:

  • Prospectar novos clientes;
  • Administrar o estoque;
  • Atuar na divulgação de seus produtos;
  • Manter o relacionamento com os clientes atuais;
  • Coordenar reclamações;
  • Propor soluções para as demandas dos clientes;
  • Implementar um atendimento ágil e eficiente;
  • Recomendar produtos;
  • Cultivar networking em sua área de atuação.

Além dessas possibilidades, um revendedor pode ir além das funções básicas, gerenciando sua própria equipe e prospectando cada vez mais revendedores para auxiliar em suas tarefas e ampliar seus negócios.

Quais as vantagens de revender?

A autonomia no trabalho é uma das maiores vantagens de um revendedor, principalmente para as pessoas que querem definir seus próprios horários ou mesmo ter um pequeno negócio na própria casa.

Além disso, outra facilidade deste ramo é que a maioria das empresas que disponibilizam seus produtos para revenda já possuem uma imagem de marca concretizada. Elas anunciam na TV, em revistas e em redes sociais, portanto é mais fácil para o revendedor encontrar clientes que já conheçam e confiem na marca, sendo mais fácil realizar as vendas.

Outras vantagens de ser um revendedor são:

  • Flexibilidade de horários;
  • Você cria sua rotina de trabalho;
  • É possível abrir seu espaço físico;
  • Possibilidade de expandir seu portfólio de produtos;
  • Fácil demonstração dos produtos ao cliente;
  • Baixo investimento inicial;
  • Possibilidade de ter sua própria equipe;
  • Maior margem de lucro em comparação com o representante comercial.

Além disso, assim que você iniciar uma rede de contatos com pessoas do seu segmento de atuação, você vai perceber como um revendedor tem grandes chances de rápido crescimento profissional. Isso porque nos eventos e reuniões de profissionais e clientes do ramo, é possível fazer networking com pessoas que podem ajudar na sua carreira.

O que faz um representante comercial?

Como o próprio nome diz, o representante de vendas atua diretamente representando a imagem de uma empresa, portanto, ele tem um caráter mais comercial.

Dessa forma, o representante não precisa adquirir um estoque antecipado, pois ele entrega apenas os produtos solicitados pelos clientes, recebendo uma comissão sobre cada venda. Assim, as tarefas do representante são mais focadas em manter o relacionamento com os clientes do que abrir seu próprio negócio.

Essa profissão também permite a atuação em diversos segmentos como moda, cosméticos, calçados, alimentos e o representante pode atender tanto clientes varejistas como distribuidores.

Quais as responsabilidades de um representante?

O representante, apesar de ser autônomo, também tem algumas responsabilidades com seus clientes.

Por isso, ele deve sempre honrar seus compromissos, garantir a manutenção da boa imagem da empresa, entre outras tarefas, como:

  • Prospectar novos clientes;
  • Negociar as vendas;
  • Enviar relatórios sobre suas vendas;
  • Entregar os pedidos dentro do prazo;
  • Ter conhecimento dos procedimentos de crédito, entrega e expedição;
  • Solucionar dúvidas dos clientes;
  • Coordenar reclamações e devoluções;
  • Recomendar produtos de acordo com as necessidades dos clientes;
  • Prever as tendências do mercado;
  • Desenvolver ideias para a divulgação de seus produtos;
  • Avaliar seus resultados;
  • Elaborar um plano de vendas;
  • Investir em networking na sua área de atuação;
  • Manter um relacionamento com a cartela de clientes e fidelizá-los.

Quais as vantagens de atuar como representante comercial?

A principal característica de um representante de vendas é ter autonomia para definir seus horários e ser seu próprio chefe.

Isso porque um representante comercial pode escolher qual é o melhor horário para realizar seus atendimentos de acordo com seus clientes e suas próprias necessidades.

Esse profissional também não precisa se limitar apenas à essa profissão, podendo atuar em um segundo emprego, ou seja, ele tem liberdade para exercer outras atividades sem restrições.

Outra vantagem deste ramo é que ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é necessário um grande investimento para se tornar representante.

Você investe um valor acessível e a empresa representada oferece total suporte e apoio para seu início de carreira, te orientando da melhor forma para fazer a correta abordagem dos clientes até que você tenha mais experiência.

Além disso, como representante, você não precisa manter um estoque ou abrir uma loja física, pois você entrega os produtos apenas por demanda.

Existe alguma semelhança entre as profissões?

Apesar das diferenças no processo de negociação de produtos, existem algumas semelhanças entre o representante e o revendedor.

Em ambas as áreas, é necessário ter algumas habilidades para alcançar bons resultados nas vendas, como:

  • Facilidade de comunicação;
  • Ter bom planejamento;
  • Responsabilidade no gerenciamento de seus horários;
  • Organização;
  • Proatividade;
  • Ser paciente e prestativo;
  • Ser capaz de trabalhar sob pressão;
  • Visão estratégica;
  • Conhecimento de estratégias de marketing;
  • Ser adaptável a novos métodos de divulgação e vendas;
  • Curiosidade em conhecer o mercado e a concorrência.

Além disso, alguém que deseja trabalhar como revendedor ou representante é uma pessoa de personalidade forte, que gosta de desafios profissionais e que quer ter sua própria economia.

Por isso, ambas as profissões são indicadas para quem deseja ter mais tempo com a família, ter seu próprio negócio, ter uma renda familiar extra ou simplesmente dedicar seus horários a outras atividades e hobbies.

Agora que você já sabe a diferença entre os dois modelos de negócio, qual se encaixa melhor com seus objetivos? Deixe seu comentário!

* Erica Bogoni representante da empresa  Metal Elo.