A Vitacon, fundada em 2009 por Alexandre Frankel, é hoje referência em apartamentos compactos e inteligentes em São Paulo. A construtora desenvolveu um novo conceito em moradia, menos fundamentado em m² e mais em otimização do tempo e da qualidade de vida das pessoas.

Concierge virtual pelo WhatsApp, apartamentos com cabeamento de fibra ótica, tomadas USB e fechadura biométrica, com acesso pelo celular, são alguns dos projetos tecnológicos implantados nos prédios Vitacon. A empresa investiu cerca de 30% do total previsto para o ano de 2018 na área de tecnologia. Com isso, a quantidade de funcionários no departamento aumentou e já é maior do que o quadro de engenharia.

“Definitivamente somos mais uma proptech do que uma construtora. Nossa ideia é usar cada vez mais a tecnologia para ajudar o comprador e facilitar o jeito de morar das pessoas” explica o CEO da empresa, Alexandre Frankel.

Em entrevista ao STARTUPI ele conta que uma recente novidade, criada pela área de tecnologia é o Housi, um serviço para fomentar e gerenciar o aluguel de apartamentos dos seus próprios empreendimentos, que ajuda tanto investidores quanto potenciais locatários a fecharem negócios mais ágil e assertivamente.

“Atualmente 80% dos clientes adquirem apartamentos com o objetivo de alugá-los e apenas 20% compram pensando em morar no local. Diante disso, oferecer um serviço que facilite a locação dessas unidades supre uma real necessidade do mercado. Semelhante ao Airbnb, o Housi garante agilidade na locação, tendo tudo disponibilizado pelo celular, não há necessidade de seguro fiador, fiador ou qualquer burocracia”, explica ele. 

Os imóveis ofertados da Vitacon no Housi apresentam diferenciais como bike compartilhada (pay-per-use), espaço de coworking, academia, carro compartilhado (pay-per-use), ferramentas compartilhadas, horta e lavanderia compartilhada, entre outros espaços e serviços que incrementam substancialmente a taxa de alugabilidade dos imóveis. Com investimento de R$200 milhões, a Vitacon quer expandir esse modelo para outras capitais brasileiras e já está em negociações com Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Florianópolis, Salvador e Curitiba.

Outras novidades

Parceria Vitacon e WeWork. Localizado no bairro dos Jardins, em São Paulo, na esquina das Ruas Augusta e Oscar Freire, o espaço – com seis andares totalizando 3.593,80m² -, disponibilizará 439 estações de trabalho.

Todo o projeto de arquitetura do espaço será desenvolvido internamente pela equipe de design da WeWork. As obras estão previstas para iniciarem em agosto, para que o empreendimento esteja disponível para a operação no início de 2020. 

Além da unidade da WeWork, o prédio também receberá a primeira flagship da Vitacon no rooftop – um espaço aberto ao público que funcionará como um “point” para potenciais clientes que quiserem conhecer o conceito da Vitacon, e também para moradores de outras unidades da construtora. Já a base do empreendimento será destinada a uma rede varejista de moda.

A construtora também assinou com o fundo americano 7 Bridges Capital Partners, a formação de uma joint venture que prevê lançamentos na cidade de São Paulo com Valor Geral de Vendas (VGV) de R$2 bilhões nos próximos seis a 12 meses. O aporte total de recursos nessa primeira etapa é de R$500 milhões no total dos dois sócios.

O fundo, estabelecido há pouco menos de cinco anos a partir da Califórnia (EUA), é o braço de investimentos no ramo imobiliário, para América Latina, de um grande investidor institucional dos Estados Unidos com mais de US$ 1 trilhão em ativos sob gestão. Segundo Finzi, outros US$ 200 milhões devem ser colocados no país nos próximos dois a três anos.

No próximo dia 23 de maio o STARTUPI realizará o Startupi Innovation Tour Construtech. Na data, os participantes poderão conhecer de perto grandes marcas e startups que estão revolucionando este mercado, além de baterem um papo com porta-vozes e executivos para trocarem ideias e conhecimentos sobre o segmento. Acesse aqui e garanta sua vaga!