Se você está perto da casa dos 30 anos ou um pouco mais, vai achar a novidade ousada, nem nos nossos melhores sonhos teríamos isso: Uma mesada online, dinheiro da vovó em apenas um clique. Sim, é verdade. A fintech DinDin notou um gap no marcado e decidiu criar o aplicativo o Dindin Mesada, onde a criança ou adolescente é capaz de ter uma conta digital, com direito a cartão. O objetivo é promover aos jovens educação financeira e facilitar a vida da família.

O funcionamento é simples, basta o responsável baixar o aplicativo, disponível nas plataformas para Android ou IOS, cadastrar o CPF do usuário e pronto, foi aberta a conta digital. A conta também é administrada a distância pelos responsáveis que podem definir um valor máximo que o adolescente poderá usar,  ter acesso ao extrato e receber notificações de push sempre que houver uma transação.

A novidade é tão prática que, até o vovô e a vovó podem contribuir para o cineminha, basta fazer uma transferência bancária. Os jovens podem usar o cartão para para fazer compras online, assinaturas de serviços digitais e usar em todos os estabelecimentos que aceitam Visa no Brasil e no mundo.

“Entendemos que a educação financeira está nos pequenos hábitos que criamos desde pequenos. O valor que damos para pequenas compras, como um sorvete no fim de tarde e, mais importante ainda, o valor que damos para poupar o dinheiro que recebemos como recompensa por nossos esforços. Por isso, em paralelo com o acesso aos serviços financeiros básicos que estamos promovendo para a população em geral, não quisemos esperar para atuar também na educação financeira. O cartão Mesada é apenas o início”, explica Stéphanie Fleury, CEO da fintech.

O Cartão Mesada Dindin também realiza saques na Saque&Pague e caixas 24h, além da possibilidade saques internacionais, de forma que pode ser utilizado como cartão em viagens de intercâmbio ou lazer para os Estados Unidos, Europa e África.

Tratando-se da Geração Z, toda interação é necessária, e além da conta digital, o aplicativo também tem sua própria rede social, para que o usuário compartilhe com os amigos suas transações e lugares que frequenta, mas sem divulgar valores.

O aplicativo de mesada é gratuito e a manutenção da conta digital não cobra taxas. Para o futuro, a plataforma deseja criar o “Objetivos Dindin”, uma funcionalidade que permita pais e filhos a criarem metas e objetivos financeiros juntos. “A criança poderá ser recompensada em forma de mesada extra, quando atingir seu objetivo predeterminado. Por exemplo, o pai poderá cadastrar no aplicativo um adicional de mesada caso a criança deixe o quarto arrumado ou não atrase na escola. Entendemos que é um começo interativo e prático para que educação financeira seja um tema abordado desde cedo dentro de casa”, acrescenta.

Segundo dados do IBGE, 40 milhões de pessoas entre 5 e 17 anos, movimentam cerca de R$ R$ 40 bilhões. Fora o lanche diário da escola, os jovens já tomam decisões de compras para gastos em aplicativos, itens de tecnologia, jogos online, roupas, acessórios, chuteiras, maquiagem, higiene, beleza, diversão, viagens e influenciam 93% do planejamento financeiro da família.