Inovar e desenvolver uma nova área de negócios torna-se um desafio na rotina de escritórios de advocacia imersos em uma quantidade interminável de processos e audiências.

Advogados detêm domínio de informações técnicas, porém ainda são poucos que possuem um perfil empreendedor. A fim de buscar associados que sejam futuros gestores com visão, criatividade e liderança, a banca da LPBK Advogados Associados resolveu criar o Programa de Inovação Aberta, um projeto de aceleração de departamentos jurídicos voltado para universitários de Direito, bacharéis e advogados recém-formados. As inscrições são gratuitas e vão até 28 de março.

Os interessados podem participar individualmente ou em grupo de até 4 pessoas, que terão a possibilidade de serem complementados por profissionais de outras áreas, pois a interdisciplinaridade hoje é considerada um diferencial na advocacia. No ato de inscrição, os candidatos devem apresentar um vídeo de até 2 min com a defesa de um projeto de departamento jurídico inovador. As melhores propostas serão selecionadas para um pitch com os sócios do escritório, uma oportunidade para convencê-los a investir na ideia, ao vivo.

Empreendedor na área jurídica e sócio da LPBK, Mauricio Kavinski esclarece que não está vedada a apresentação de projetos de tecnologia para a advocacia, que têm sido desenvolvidos em hackathons. Nesse caso, a ideia pode gerar futuramente um processo de spin-off, ocasionando na criação de uma lawtech. “Vamos oferecer todo suporte para o projeto ser desenvolvido e prosperar no mercado, criando uma nova área de negócios”, explica Kavinski.

Ao final do processo seletivo, apenas 8 participantes isolados ou equipes serão convidados a integrar o Programa, que é dividido em duas fases. Na pré-aceleração, que tem duração de 6 meses, os jovens talentos vão receber capacitação e treinamento para refinar o projeto sugerido, sendo desafiados ao cumprimento de tarefas que visam passar da ideação ao desenvolvimento de um modelo de negócio jurídico viável, com nicho de mercado e público-alvo. A cada 2 meses, as entregas apresentadas serão avaliadas e 2 participantes ou grupos serão dispensados. Apenas 2 projetos finalistas passam para a fase seguinte de aceleração, prevista até o fim do ano, com a possibilidade de contratação imediata ou a continuidade de mentorias.

Embora a advocacia seja uma área tradicionalmente pouco afeita às novidades, o sócio Marcos Lessa está otimista com o atual movimento de transformação no setor jurídico. “Nossa intenção é trazer os jovens talentos para dentro do escritório a fim de que eles se tornem líderes capazes de compreender a necessidade de inovar, ainda mais em um momento de revolução tecnológica”, defende Lessa. A LPBK é uma banca especializada em Direito Bancário, mas o Programa de Inovação busca projeto em outras áreas que possam diversificar a atuação do escritório.

As atividades serão desenvolvidas presencialmente nas sedes de Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR), de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h, de 08 de abril até 13 de dezembro. A oportunidade vai ao encontro de uma demanda do jovem profissional em início de carreira, que na maioria das vezes não tem autonomia de gestão e acesso a diversos recursos, como infraestrutura completa de trabalho e, principalmente, rede de relacionamentos.

Ficou interessado? Clique aqui para se inscrever.