* Por Antônio Miranda

Ao contrário da Black Friday, que desde que começou no Brasil já havia a expectativa de ser um evento de alto impacto para o varejo — até mesmo pelo seu histórico de sucesso nos Estados Unidos — o crescimento do Dia do Consumidor tem sido a grande surpresa do e-commerce. A data que começou devagar e sem muitas perspectivas, hoje gera mais 200 milhões em vendas no comércio eletrônico e é um dos principais destaques do primeiro semestre.

Diante dos resultados, não podemos ignorar que o Dia do Consumidor conquistou sim o seu espaço no mercado, contudo, há uma série de fatores que contribuíram para a alta adesão da data no Brasil, entre os quais é importante ressaltar:

  • Período favorável de vendas

O Dia do Consumidor é celebrado no dia 15 de março, quando já passaram as despesas do início do ano e do Carnaval. O evento foi estabelecido em uma lacuna do varejo, onde os lojistas conseguem planejar as ações para impulsionar as vendas do primeiro semestre, tendo em vista que o Dia das Mães, que é a próxima data comemorativa com relevância para o e-commerce, acontece somente dois meses depois.

  • Crescimento do e-commerce

O hábito de fazer compras online tem se fortalecido no cotidiano do consumidor e com isso, podemos perceber também a evolução na maturidade dos usuários que estão pesquisando mais, comparando preços e buscando boas oportunidades de compra. O crescimento do e-commerce no Brasil gera um terreno fértil para que datas como o Dia do Consumidor e a Black Friday ganhem proporções cada vez maiores.

  • Ambiente competitivo

O comércio eletrônico já tem como característica predominante a alta competitividade no mercado, devido a facilidade de acesso que os usuários têm às informações das lojas concorrentes. No e-commerce tudo acontece de forma muito dinâmica, principalmente em datas como o Dia do Consumidor em que a disputa pelo menor preço é ainda mais evidente, o que também pressiona a participação massiva do varejo físico nas campanhas promocionais.

No entanto, é válido destacar que mesmo diante de um cenário favorável é essencial que as ações para o Dia do Consumidor sejam pautadas por um bom planejamento, precificação adequada, estratégias de divulgação e gestão do estoque de produtos. Considerando que o evento será a porta de entrada para novos clientes, é uma oportunidade de gerar uma boa primeira impressão da loja.


foto antonio1

Antônio Miranda é CEO dCuponomia, plataforma que reúne cupons de desconto dos principais players de comércio eletrônico do país, e que recentemente iniciou operações no México, Chile e Colômbia.