O Google anunciou ontem, durante a Game Developers Conference 2019, seu serviço de jogos em nuvem, Stadia. O CEO do Google, Sundar Pichai, apresentou o serviço durante uma palestra. Descrevendo-a como uma plataforma para todos, Pichai falou sobre as ambições do Google em transmitir jogos para todos os tipos de dispositivos. O Stadia transmitirá jogos da nuvem para os dispositivos Chrome, Chromecast e Pixel, e será lançado ainda em 2019 nos EUA, Canadá e Europa.

Phil Harrison, ex-executivo da Sony e da Microsoft, se juntou a Pichai no palco e disse que o Google vai ampliar esse serviço de streaming de jogos usando o YouTube e os muitos criadores que já criam vídeos de jogos no serviço. O Google testou anteriormente esse serviço nos últimos meses, permitindo que os usuários do Chrome transmitam jogos em seus navegadores. Assassin’s Creed Odyssey foi o primeiro e único jogo a ser testado publicamente usando o serviço do Google, e os testes públicos terminaram em janeiro.

É claro que o Google não limitará o Stadia a apenas um jogo. A companhia demonstrou um novo recurso no YouTube que permite visualizar uma prévia de um criador e depois clicar em “reproduzir agora” para transmitir o título instantaneamente. “Stadia oferece acesso instantâneo para jogar”, diz Harrison, sem a necessidade de baixar ou instalar qualquer jogo. No lançamento, os jogos serão transmitidos em laptops, desktops, TVs, tablets e telefones.

O Google demonstrou uma jogabilidade sem interrupções de um telefone para um tablet e depois para uma TV, todos usando dispositivos com o Google. Embora os controles USB existentes funcionem em um laptop ou PC, o Google também está lançando um novo Stadia Controller que irá alimentar o serviço de streaming de jogos. Parece um cruzamento entre um controle Xbox e PS4, e ele funcionará com o serviço Stadia conectando-se diretamente através de Wi-Fi para vinculá-lo a uma sessão de jogo na nuvem.

Para potencializar todo esse fluxo na nuvem, o Google está alavancando sua infraestrutura global de data centers para garantir que os servidores fiquem o mais próximo possível de jogadores em todo o mundo. Essa é uma parte fundamental do Stadia, já que a baixa latência é uma necessidade para transmitir jogos efetivamente pela Internet. O Google diz que espera suportar até 4K e 60 fps no lançamento em uma conexão de internet com aproximadamente 25Mbps de largura de banda, e está planejando suportar resoluções de até 8K e 120 fps no futuro.

Um dos primeiros jogos lançados no serviço Stadia será o Doom Eternal, que suportará resolução 4K, HDR e 60 fps. Doom Eternal ainda não tem data de lançamento, mas também estará disponível no PC, Nintendo Switch, PS4 e Xbox One. O Stadia também vai abraçar o jogo multi-plataforma completo, para que os desenvolvedores possam habilitar o multiplayer multi-plataforma e salvar seus progressos nos jogos.

O Google está até criando seu próprio estúdio de jogos para os títulos exclusivos da plataforma, o Stadia Games e Entertainment. Jade Raymond, que recentemente entrou para o Google como VP, está liderando a iniciativa do Google para seus próprios jogos. Raymond é uma veterana do setor e trabalhou anteriormente na Sony, na Electronic Arts e na Ubisoft. O Google diz que mais de 100 estúdios já possuem kits de desenvolvimento para a Stadia, e mais de 1.000 criativos e engenheiros já estão trabalhando em títulos que funcionarão no serviço.

Embora o Google tenha divulgado a Stadia hoje, não havia detalhes sobre quando o serviço estará disponível. A empresa também não revelou preços nem mesmo quantos jogos o serviço terá no lançamento, mas promete mais detalhes nos próximos meses.

Fonte: The Verge