* Por Filipe Bizari

Falamos sobre os diversos tipos de páginas de carreira que existem hoje em plataformas como Facebook e Linkedin (LINK do outro texto), mas quem já tem trabalhado há um tempo com esta função, se questionado todo dia em como aproveitar a capacidade ociosa deste meio de interação com os talentos.

Hoje, o Facebook por exemplo, é uma fonte de audiência muito grande! Seus 1.8 milhão de usuários promovem um alcance para suas informações que hoje está descolado das demais redes. Como atingir bons resultados com Redes Sociais de carreira?

Toda vez que postamos uma vaga nas redes sociais dos clientes da Matchbox, o alcance é surpreendente! Muitas pessoas ficam sabendo da vaga e isso é positivo!Além disso, os cliques no link são super expressivos e acabamos recebendo muito volume de interessados.

Mas, e aí? Temos vivido nas redes sociais o outro lado da moeda da alta audiência:baixa qualificação e assertividade. Muitas pessoas veem a vaga, e muitas pessoas enviarão os seus currículos ou se inscreverão, gerando volume e números que enchem os olhos.

Mas, no fim do dia, o que interessa é preencher a vaga com o perfil que buscamos, e em algumas situações, o volume só onera o trabalho, aumentando o tempo necessário para entregar o que precisa.

Mas, se deixamos de gerar volume, na atual situação do mercado de trabalho, não conseguimos coletar informações para candidatos dentro do perfil buscado para a vaga.

Aí oneramos o trabalho devido a demora para conseguir fechar a vaga.A solução e o problema são causados pela mesma coisa: a audiência que a página possui.

Mas vocês devem estar se perguntando: Mas Filipe, é só ir unindo tudo em um banco,e consulta-lo quando abrir uma nova vaga. Você aproveita o volume acumulado de informações que coletou para agilizar o processo e pronto. Exato, simples, não?

E se eu falar que se consegue contar nos dedos de uma mão as empresas queconseguem fazer isso? E que todas elas possuem budgets astronômicos parasoluções de tecnologia que a ajudam nesta gestão, afinal de conta, imagina organizarum banco de currículos só em pastas e planilhas? E agora imagina manter todas estas informações atualizadas?

Então, como superar este desafio? Chegamos em um beco sem saída?

O grande segredo para aproveitar a capacidade ociosa da sua página de carreiras é coletar informações sobre quem interage com sua marca e com isso, ir sendo cada vez mais assertiva no relacionamento com estas personas. Utilize a mídia social como uma vitrine, envie pessoas para o seu blog, forneça conteúdo de qualidade, interaja com essas pessoas com mais frequência. Você já calculou quantas pessoas gostariam de interagir de forma mais ativa com a sua marca empregadora? E por que está deixando este público só na vontade? Abra a porta da frente!

Parece reinventar a roda, mas é muito mais simples do que parece. É a ideia que o marketing construiu a pouco tempo quando teve que se reinventar. Ou você acha que publicidade no jornal impresso dá o mesmo retorno estratégico do que o relacionamento por e-mail, chats e outras plataformas de relacionamento com clientes?

A necessidade que o marketing teve há alguns anos de conseguir captar com precisão o comportamento do seu público e ir se redefinindo para continuar efetivo é o que as áreas de talent acquisition hoje estão passando.


*Filipe Bizari é formado em Relações Internacionais pela UNESP e pós-graduando pela USP. Tem experiência nas áreas de Employer Branding e University Relations. Hoje trabalha com projetos de Recruitment Marketing na Matchbox.