Do Brasil para o mundo. Criado em 2018 por três empreendedores brasileiros, o C6 Bank acaba de receber licença para abrir sua corretora de valores em Nova York, nos Estados Unidos. O feito aconteceu ontem, 12 de março, e com essa licença a corretora já pode começar a funcionar no novo país.

A concessão foi feita pela FINRA (Autoridade Reguladora da Indústria Financeira), braço da SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) que regula as corretoras nos Estados Unidos. O objetivo do banco é alcançar clientes institucionais, como grandes gestoras de investimentos, bancos comerciais e fundos de pensão, não só dentro dos Estados Unidos como também na Europa, Ásia e América Latina, oferecendo títulos de renda fixa corporativos e soberanos e, em seguida, derivativos, ações, juros e moedas de países da América Latina em forma de NDFs (Contrato a Termo de Moeda sem Entrega Física).

Localizada no centro de Manhattan, a corretora também contará com um Centro de Excelência em Analytics do C6 Bank, que desenvolverá soluções baseadas em ferramentas de machine learning para detecção de fraudes, reconhecimento de voz e imagens, entre outras áreas. O C6 Bank quer usar as conclusões proporcionadas pela análise avançada de dados para oferecer soluções customizadas aos clientes.

No Brasil desde janeiro, o banco não tem previsão para abertura de agências físicas e funciona apenas para usuários convidado, mas pretende ainda no primeiro semestre deste ano oferecer seus serviços para o público em geral, distribuindo produtos de terceiros além dos seus próprios, e prepara uma oferta completa de serviços financeiros para pessoas físicas e jurídicas.