Após ajudar a resolver os problemas de controle de ponto de diversas empresas brasileiras com sistema em tempo real, o aplicativo Oitchau acaba de receber um investimento-anjo de R$ 2 milhões para expansão internacional.

O sistema da Oitchau começará sua expansão pela Espanha. A empresa conta com background internacional, sendo comandada por Lonny Szneiberg, fundador do Investing.com – um dos maiores portais financeiros do mundo – presente em mais de 30 países.

“Somos uma empresa nacional, sonhando internacionalmente. Crescemos muito rápido no Brasil, com dezenas de milhares de colaboradores usando o aplicativo, mas desde o início criamos um sistema com tecnologia escalável no mundo. Problemas com controle de ponto é algo internacional, e o Oitchau é capaz de resolver essas dificuldades” revela Lonny Szneiberg, CEO da Oitchau.

Nos EUA, só práticas de buddy punching (ou “ponto amigo”) – um tipo de fraude de ponto – custam mais de US$373 milhões aos empresários todos os anos.

“O Oitchau simplificou o controle de ponto em um dos países com leis trabalhistas mais complexas do mundo. Tornamos a rotina do RH mais rápida e eficiente, e ajudamos empresários brasileiros a economizar dinheiro. Estamos prontos para levar essa facilidade para outros países”, diz Lonny. “Recebemos diversos pedidos de empresas internacionais solicitando o Oitchau para resolver esses problemas. Começaremos nossa expansão internacional pela Espanha e depois vamos para outros países”, completa Szneiberg.

Disponível para Web, Android e iOS, para começar a usar o Oitchau basta a empresa baixar o aplicativo, fazer um breve cadastro e enviar convites aos seus colaboradores. Não é gratuito, mas o custo é direcionado aos contratantes do serviço e nãos aos funcionários.

O app possui mecanismos contra fraude com formas de validação do ponto pelo raio de alcance do wi-fi, sistema bluetooth, tudo para validação do aparelho cadastrado. Além disso, os gestores podem acompanhar relatórios, aprovar ajustes de ponto, fazer controle de férias e controlar o excesso de horas extras, tudo em tempo real, eliminando a necessidade de fechamento de ponto no fim do mês.