*Por Mauricio Correa

Durante 2019, o varejo brasileiro deve crescer 5,2%, segundo cálculos da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A porcentagem, aparentemente modesta, terá um efeito real de enormes proporções, considerando que o faturamento do setor alcançou em 2018 a marca de R$ 1,5 trilhão, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia eEstatística (IBGE).
 
No que diz respeito ao comércio eletrônico, o cenário também é bastante favorável e o volume de vendas deve atingir R$79,9 bilhões em 2019. A estimativa é da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), que também afirmou que o montante representa um crescimento de 16% sobre 2018. A busca por nova freguesia – ou mesmo consumidores fieis –, acontece o ano todo, mas especialmente nas datas especiais do calendário anual de compras.
 
Nestes períodos, é importante que os profissionais de e-commerce consigam se antecipar para colocar em prática campanhas de marketing, deixar a estrutura do site em dia, organizar o estoque, e fazer de tudo para conquistar ainda mais clientes em 2019. As principais datas devem estar no radar dos varejistas que desejam potencializar seus resultados.

Fevereiro: volta às aulas
O site de cupons Tiendeo estimou que no último ano os brasileiros gastariam, em média, R$ 517 por filho com a compra de material escolar no período que antecede a volta às aulas. O ticket médio considerado alto e a grande variação de preço entre as lojas (alguns itens têm diferenças superior a 260%) levam os pais ao e-commerce pela facilidade na comparação de preços. Quem trabalha no segmento, portanto, também precisa estar preparado para esta época.
 
Março: Carnaval
Em 2019, o Carnaval será celebrado em 5 de março. E engana-se quem pensa que o e-commerce vende menos no Carnaval. Essa é uma data especial que precisa ser levada a sério, especialmente entre as lojas virtuais que comercializam fantasias, maquiagens, bebidas alcoólicas e pacotes de turismo.
 
Abril: Páscoa
Nem só de chocolate vivem os lojistas na Páscoa. Claro que os ovos ainda são a grande aposta deste mês, mas outros produtos e serviços também ganham maior apelo na data, como os hotéis, que são uma ótima pedida paraprogramar o feriado prolongado ou mesmo as lojas de brinquedos, que costumam agradar muito as crianças.
 
Maio: Dia das Mães
Segundo levantamento da Linx, no Dia das Mães de 2018 houve um aumento médio de 9,3% no número de visualizações por dia em lojas virtuais, com um pico de aumento de 31% nesta data. O aumento médio da receita durante o período foi de 9%, com um aumento pontual de 33% no dia 8/5. Diante deste cenário, fica claro que é preciso estar preparado para a data, principalmente se a loja virtual atua nos segmentos de eletrodomésticos, eletrônicos, pets, moda e cosméticos, que foram as categorias com os itens mais adquiridos naquela oportunidade.
 
Junho: Dia dos Namorados
Mesmo que o resto do mundo comemore em 14 de fevereiro, no Brasil o mês dos namorados é mesmo junho. As vendas via e-commerce no Dia dos Namorados têm contribuído para ampliar os resultados dos lojistas nofechamento do primeiro semestre, especialmente nos últimos três anos. Dicas para pegar carona nas vendas de presentes vão dos clássicos flores ebombons, passando pela aposta em eletrônicos e eletrodomésticos, até as vendas de pacotes de viagem para dois.
 
Julho: liquidações de inverno
Com a proximidade do fim da estação mais fria, nesta época do ano o segmento de moda já está a todo vapor, preparando-se para explorar as vitrines com as coleções de estampa, flores e cores quentes, típicas de primavera e verão. Por isso, em julho, comece a se preparar para as liquidações de inverno, que costumam atrair muitos consumidores com descontos que diminuem um pouco a margem do lojista, mas compensam em volume de vendas e em menos peças sobrando no estoque.
 
Agosto: Dia dos Pais
De acordo com o Ebit/Nielsen, em 2018, os produtos mais vendidos foram livros, tênis, suplementos, perfumes, camisetas e vinhos. Com essa informação aproveite para, desde já, apostar em ferramentas e soluções tecnológicas capazes de otimizar a exibição dos produtos, de acordo com o que o consumidor deseja.
 
Setembro: Dia do Cliente
Em 15 de setembro, quando se comemora o Dia do Cliente, existe uma ótima oportunidade para colocar em prática estratégias que valorizem e engajem o consumidor, estimulando as suas vendas, até mesmo antecipando as suas ofertas de Black Friday e, mais importante de tudo, fidelizando o cliente em meio ao alto volume de concorrência na web.
 
Outubro: Dia das Crianças
Em 2018, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), as estimativas das vendas virtuais no Brasil eram de R$ 2,1 bilhões. Essa é uma data que além de brinquedos, também pode movimentar os segmentos de moda, eletrônicos, materiais esportivos e escolares, devido ao começo da temporada de vendas de fim de ano.
 
Novembro: Black Friday e Cyber Monday
A Black Friday já é considerada uma das principais datas do calendário do e-commerce brasileiro e, agora, vem ganhando ainda mais força com a Cyber Monday. De acordo com um levantamento da Linx, gigantes do varejo online receberam 10 vezes mais visitas durante a Black Friday e brasileiros gastaram em média R$ 598 no e-commerce. Por isso, a preparação ao longo do ano todo é indispensável para que, durante esse final de semana estendido, a sua loja virtual fature como nunca, sempre mantendo, claro, a satisfação do cliente.
 
Algumas ações fundamentais para isso são: disponibilizar múltiplos canais de venda e atendimento; otimizar a infraestrutura da sua loja virtual para evitar instabilidade; oferecer promoções de verdade, nada de “metade do dobro”; organizar o estoque para não faltar nem sobrar produtos; planejar a sua campanha de marketing com antecedência; motivar a sua equipe a prestar um atendimento ágil e eficiente; manter contato com o cliente no pós-venda; e ficar de olho na logística para não atrasar as entregas.
 
Dezembro: Natal
Considerada por muitos a data mais importante para dar e ganhar presentes, o Natal é uma época em que as pessoas fazem todos os tipos de compras, de produtos dos mais variados segmentos.
 
Por isso, esse período do ano também exige uma preparação especial, com alguns meses de antecedência. É importantíssimo avaliar a estrutura do e-commerce, o estoque e os prazos de entrega, para garantir que o cliente receba o produto antes do Natal. Além disso, as ações de marketing devem ser feitas produzidas e divulgadas previamente, com criação de conteúdo exclusivo para o Natal, destacando as ofertas dos produtos mais desejados em canais estratégicos.
 
São muitas oportunidades ao longo de ano. Portanto, é indispensável se preparar para várias datas importantes do varejo. E isso é possível investindo em plataformas que permitem acelerar a adoção de sua presença omnichannel (tanto na internet quanto no mundo físico, e tudo integrado), gerenciar o seu e-commerce e administrar as vendas via marketplace, sempre valorizando a experiência do cliente.

*Mauricio Correa é diretor da Linx Commerce