O Facebook e a Artemisia – organização pioneira no apoio a negócios de impacto social no Brasil – levarão um programa gratuito de mentoria para empreendedores de Brasília, Manaus, Rio de Janeiro e Recife, nos próximos mesesA iniciativa itinerante oferecerá apoio para startups de impacto social e ambiental dessas cidades. Além disso, um empreendedor de cada capital será convidado para uma vivência dentro da Estação Hack em São Paulo, primeiro centro para inovação do Facebook no mundo. 

A programação de um dia do Estação Hack na Estrada foi formatada para disseminar a cultura empreendedora de impacto social. A iniciativa pretende movimentar o ecossistema de empreendedorismo das quatro capitais escolhidas para as primeiras edições de 2019, oferecendo para até 25 empreendedores locais atividades exclusivas que incluem mentoria individual, suporte para modelagem do pitch de negócios e feedback de especialistas. Para participar, as startups podem estar em qualquer fase de desenvolvimento, desde aquelas em estágio inicial até as mais avançadas.

Para Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemisia, o projeto é norteado pelo objetivo de inspirar mais brasileiros a empreender com propósito social. “A cultura empreendedora tem avançado no Brasil e precisamos aproveitar esse contexto para apoiar uma nova geração de empreendedores que transformem os desafios sociais em oportunidades via produtos e serviços que possam resolver dores da população de menor renda. Nos quatro cantos do país há empreendedores interessados em transformar a realidade com inovação”, comenta. 

O evento também terá parte de sua agenda aberta ao público interessado no tema de empreendedorismo e impacto social, com painéis com empreendedores acelerados pelo Facebook e Artemisia dentro da Estação Hack em São Paulo, que vão compartilhar suas experiências, barreiras e principais aprendizados em suas trajetórias. Além da mentoria para startups, no mesmo dia o Estação Hack na Estrada irá levar aulas gratuitas de programação para até 100 jovens de 16 a 25 anos em cada uma das cidades em parceria com a Mastertech, organização que atua no desenvolvimento de habilidades em tecnologia. As aulas serão focadas na construção de conhecimento em programação e os alunos irão aprender a construir seus próprios sites. 

“O Facebook acredita no potencial do brasileiro e, ao levar algumas das experiências oferecidas pela Estação Hack em São Paulo a outras cidades do país, compartilhamos a essência do nosso centro de inovação que é gerar novas conexões e fortalecer o ecossistema de tecnologia e empreendedorismo local”, afirma Eduardo Lopes, diretor da Estação Hack. As inscrições para startups e para plateia interessada no tema de empreendedorismo de impacto já estão abertas (agenda abaixo) e podem ser feitas por este site. Para participar das aulas de programação, interessados poderão se inscrever pelo link.