A chinesa Tencent Holdings expandirá um sistema de prevenção de dependência para jogadores menores de idade em todos os seus videogames, informou a empresa nesta segunda-feira, enquanto a indústria enfrenta maior escrutínio na China.

Um sistema para “jogar saudavelmente” que inclui limites de tempo diários e verificações de identificação com reconhecimento facial, já em uso no jogo para celular mais popular da Tencent, “Honor of Kings”, será aplicado a outros nove títulos para celular este ano e expandido para cobrir todos os videogames da Tencent no próximo ano, disse a empresa em sua conta oficial do WeChat.

O movimento marca a mais recente tentativa da Tencent de atender ao pedido do governo chinês por controles mais rígidos para combater o vício em videogame e aumento de miopia entre os jovens. Em agosto, um anúncio do Estado exigiu que o regulador controlasse o número de novos jogos online e limitasse o tempo que os jovens chineses passam jogando.

A Tencent, maior empresa de jogos do mundo em receita, enfrentou obstáculos regulatórios neste ano e as autoridades chinesas não aprovaram novos jogos desde março.

Sem aprovação para compras no aplicativo, a Tencent não conseguiu ganhar dinheiro com alguns de seus jogos mais populares, como o Battlegrounds Mobile (PUBG Mobile) do PlayerUnknown, que a CLSA estima gerar cerca de 1 bilhão de dólares em receita anual se receber uma licença de monetização.

Fonte: Agência Reuters