* Por Pâm Bressan

Uma das coisas fantásticas que a maturidade lhe traz o é o sentimento de confiança, segurança e coragem que desaponta dentro do peito depois de uma certa idade. Talvez nem nasça, aflora e se fortifica. Ganha mais vida.

Ninguém amadurece do dia para a noite. Nem na velocidade de algumas frutas.

Mais um dia você sente que está mudando.

Coisas que antes eram relevantes hoje fazem pouca diferença. Desapego vira uma palavra diária. De lembranças, de roupas, de coisas. O tempo já não passa tão rápido. Você entende que viver com leveza e paz, é melhor que qualquer coisa e status na vida. Palavras essas, que passam a ser mantra no dia-a-dia.

Os pensamentos já não são mais os mesmos. Os desejos se alteram. Você olha o para trás e consegue identificar diversos aprendizados. A apreciação pelas coisas simples da vida também sofrem alterações. O que antes era considerado belo, hoje não é mais. O olhar sobre tudo, basicamente se altera, assim como os valores que você passa a dar para às coisas e pessoas. E é um sentimento gostoso e confortante.

Queria ter essa sensação e sentir essa mudança com 18 ou 20 anos de idade. Mas talvez seja preciso passar pelas fases anteriores para conseguir perceber essa diferença. Amadurecer com certeza é um processo demorado, mas quando chega você percebe. Não há um sinal, uma data, um manual para conseguir alcançar esta fase.

Ela vem na percepção e nos sentimentos. Nos detalhes e na conduta. Amadurecer é perceber que o olhar, às decisões, às escolhas sobre a vida mudarão. É ter clareza do que realmente lhe importa de uma forma tranquila.

Hoje, vivemos presenciando mudanças diárias. Uma delas é o amadurecimento. Na forma de trabalho. Nos relacionamentos. Nos estudos. Enfim, tudo está se transformando rapidamente. Dá a impressão que muitos filmes já apresentarão o que estamos vivendo aos poucos e ainda vamos viver.

De uns anos para cá as coisas mudaram com tal velocidade que não dá para acreditar! Quando ainda era 2010 pensava: “será que chegaremos em 2020?”. E ele está aí. Batendo em nossa porta.

A decoração de Natal já começou a fazer parte da cidade e das lojas. Na prateleiras dos supermercados já aparecem panetones e cestas de Natal. É incrível como o tempo vem correndo. E você, como têm percebido estas mudanças no mundo e em você?

Um abraço!


Pâm Bressan, homenageada do Prêmio Ozires Silva 2015Formada em Contabilidade, é Coordenadora de empresas do Centro Regional de Inovação e Empreendedorismo – Incubadora CRIE; é Ex -CEO do Movimento Nacional Universitários Acima da Média no Brasil, Idealizadora do Programa “Papo Acima da Média” e do Congresso Online para Universitários o UAM WEEK, Embaixadora da Semana Global de Empreendedorismo, Diretora de Capacitação da AJET, Diretora do Geração Empreendedora do CEJESC (Conselho Estadual do Jovem Empreendedor Catarinense), ganhou o Prêmio Empreendedor 2015 pelas mãos do Fundador da Embraer, Doutor Ozires Silva.