Fundada em 2015 com um capital inicial de R$16 mil, a startup Cat My Pet acaba de fechar uma parceria de distribuição no valor de US$ 30 milhões com o empresário americano Kevin Harrington, um dos principais juízes do programa Shark Tank nos Estados Unidos.

Para agilizar a captação e atender à crescente demanda, nesta semana a Cat My Pet abriu rodada de investimentos a partir de R$500 na plataforma Kria, de crowdfunding de investimentos, com o objetivo de levantar R$800 mil por 10,8% de equity. A captação acontece até o dia 11 de outubro.

A empresa, especializada em produtos para gatos, foi aberta após a demissão de sua fundadora, Agnes Cristina, de uma multinacional. Com apenas um produto e um canal de venda, Agnes passou a oferecer o item e obteve rápido sucesso, possibilitando a abertura de outros canais de venda.

O acelerado crescimento resultou na oportunidade de participar do programa Shark Tank Brasil, experiência que ajudou o e-commerce a amadurecer e ensinou seus fundadores a empreender melhor e enxergar o mercado de uma maneira diferente.

Após a realização de palestras e as vitórias obtidas em concursos, a startup ganhou ainda mais espaço no mercado – principalmente quando Kevin Harrington, investidor do George Foreman Grill e juiz do Shark Tank americano, julgou um dos concursos e se interessou pela marca.

A Cat My Pet é a primeira startup brasileira a fechar contrato com Harrington. O acordo de US$30 milhões inclui distribuição, marketing e promoção de vendas em todo o mundo, exceto no Brasil onde a operação continuará 100% na mão da própria empresa.

A empresa, que começou com uma dívida de R$16 mil, atualmente é avaliada em R$6,6 milhões e faturou R$1,2 milhões em 2017. Com esse contrato está previsto um incremento mínimo de R$40 milhões nos próximos 3 anos com o comércio exterior.