A partir desta semana, até dia 28 de setembro, parte da área do 5º andar do Campus São Paulo passa a ser dedicada às startups participantes de um programa piloto. De acordo com o Campus, esta iniciativa está em fase de testes, validando se a iniciativa será ou não permanente.

Esse espaço vai abrigar, além dessas startups, pelo período de um mês, algumas palestras e momentos de mentoria com especialistas do Google, além de oportunidades de troca entre os participantes deste programa piloto e fundadores das startups participantes do Programa de Residência do Google Campus.

“O Campus surgiu, em São Paulo, há pouco mais de dois anos. Durante esse período, nossa comunidade cresceu muito. Hoje temos mais de 120 mil membros dos mais diversos perfis e backgrounds. Reconhecemos que essa diversidade de perfis na nossa comunidade é benéfica e, por isso, o Campus segue aberto para todos, possibilitando que as trocas aconteçam”, diz o comunicado sobre a iniciativa. “Entretanto, o foco do Campus sempre foi e continuará sendo em startups e na disponibilização dos melhores recursos para que elas cresçam e conquistem seu espaço. Assim, o objetivo principal da Startup Zone, nome dado ao local onde as startups ficarão, é trazer mais empreendedores para o Campus para que, juntas, eles continuem trabalhando em seus produtos e serviços com a ajuda do Google.”

O espaço está buscando formas de conhecer melhor as necessidades das startups que fazem parte de sua comunidade. Neste primeiro teste, o programa oferece espaço de trabalho garantido para um grupo de startups selecionadas durante um mês, além de palestras e mentorias com especialistas.

O programa piloto foi pensado para startups em estágios iniciais. Dentre os critérios de seleção para a primeira turma estavam a diversidade do time, o número de pessoas do time e a existência de, no mínimo, um MVP (Mínimo Produto Viável) que fosse capaz de vender ou adquirir usuários. Diferente do Programa de Residência, que tem foco em startups em fase de crescimento e escala, o programa piloto terá como objetivo ajudar startups que estão começando a sua jornada, por meio de acesso a conteúdo e especialistas do Google.

As startups selecionadas para este primeiro programa foram:

BailaninaBeaverDesenvolver BrincandoEmbalareGero ObrasHerForceHubboniSportisticsIupiiiKomusMenuPricePromoContentRede ConscienteTech Talent e The Checker.