* Por Carolina di Lullo

Muito tem se falado sobre Portugal e seu ecossistema propício ao desenvolvimento de startups.

Novas medidas estipuladas pelo governo e incubadoras certificadas tem ganhado o cenário internacional e chamado a atenção de empreendedores que estão em fase inicial ou com projetos já em andamento e que buscam benefícios não apenas financeiros, como também a possibilidade de globalizado da sua ideia e um “ponta pé inicial” para imersão no mercado europeu.

Além de Portugal estar estrategicamente posicionado, também está investindo pesado em medidas que auxiliem estes empreendedores a desembarcarem no país.

Um exemplo disso é o Startup Visa, um visto direcionado a estrangeiros que desejam aplicar sua candidatura para desenvolvimento de sua ideia/negócio em solo português. Através desta oportunidade, será possível obter permissão para residência no país e ser inserido em um ecossistema inovador, tendo acesso a todos os benefícios e incentivos fiscais e financeiros do Programa Startup Portugal.

Os requisitos para candidatura ao visto são próprios de uma startup e podem ser elencados em: desenvolvimento de um produto ou serviço inovador, criação de emprego qualificado, ter aceitação de mercado e potencial econômico, devendo projetar um valor de 350 mil euros em três anos ou volume de negócios superior a 500 mil euros por ano.

Após candidatura, aprovação e inicio das atividades em Portugal, é possível ainda ter acesso a outros benefícios próprios do programa, como por exemplo, o Startup Voucher, o qual confere ferramentas de capacitação e financeiras para criação de startups, bem como auxílio mensal aos aprovados de até 700 euros para desenvolvimento de projetos. As inscrições serão encerradas em setembro de 2018.

Estes e outros benefícios podem ser verificados na página do programa.

Uma coisa é certa… o País está cada vez mais apostando em novos negócios e oportunidades no mercado tecnológico e, por isso, merece estar na lista dos empreendedores e empresários que pretendem partir para o estrangeiro.

* Carolina di Lullo é advogada, responsável pelas áreas civil, societária e contratos do escritório Giugliani Advogados