* Por Guilherme Tavares

A internet abriu inúmeras oportunidades de vendas. Com ela as empresas puderam ultrapassar a limitação geográfica de suas lojas e desbravar clientes em qualquer parte do mundo, seja a partir de seus próprios e-commerces; dividindo espaço em grandes shoppings virtuais como Elo 7, Americanas, Mercado Livre e Casas Bahia; figurando nas redes sociais ou até no Whatsapp.

E todo esse leque de possibilidades trouxe o desafio:o de integrar todos esses canais de vendas virtuais ao estoque da loja física. E é sobre esse assunto que quero dar dicas neste nosso primeiro bate-papo.

O mais importante que precisa ter em mente é que as vendas realizadas em sua loja virtual, e nos perfis de Facebook, Instagram e Whatsapp devem ser tratadas como unidades de negócio independentes, pois cada uma delas é um simboliza uma filial da sua empresa na internet.

A partir desse novo olhar, é preciso implementar uma gestão de estoque que atenda de forma eficiente cada desses seus pontos de venda. E para isso é necessária a centralização de dados. E será essa integração que fará com que seu negócio ganhe em competitividade e lucratividade no universo online.

Por este motivo, mesmo que o empreendedor trabalhe sozinho, nada de anotações em caderninhos. O ideal é que tenha um sistema de ERP ou a planilha de controle de estoque, que você pode baixar gratuitamente. Depois é só salvá-la em uma plataforma de arquivamento em nuvem que poderá alterá-la de qualquer lugar.

Mais uma prática importante é a contabilização periódica do inventário, na qual sua equipe vai comparar se o estoque está identifica a do acompanhamento de sua planilha ou ERP. Assim você terá uma visão real da quebra de estoque atual e poderá prover medidas para melhorar o processo, evitando a perda de dinheiro.

Outro ponto importante é a gestão inteligente de estoque, pois seu capital de giro é o estoque e se ele não sai, seu lucro fica emperrado lá. Sem falar no ônus financeiro que o custo de sua manutenção tem, que sabemos ir além do espaço físico. Por isso, tenha o controle de entrada e saída de seus produtos, e estude os dados de sua performance de vendas para fazer compras certeiras.

Para quem já tem equipe, esse processo manual pode ser muito dispendioso. Por isso, o ideal é optar por uma solução mais robusta, que ofereça o controle centralizado dos pedidos e a emissão das notas fiscais, para evitar a venda de produtos esgotados porque além de impactar negativamente em seu faturamento, causará uma frustração em seu cliente, o que pode levá-lo para a concorrência.

Aqui na TagPlus, por exemplo, nossos clientes contam com a Mega Marketplace que além de gerir as vendas e pedidos de diversos marketplaces simultaneamente, também conta com vários recursos em sua API aberta que possibilidade integrações com lojas virtuais também. Isso unifica todo o estoque, pedidos, vendas e financeiro, além de possibilitar de forma prática e automatizada a emissão das notas fiscais!

E você, como cuida do seu estoque para trabalhar a favor do seu negócio?

Guilherme Tavares é CEO da TagPlus, sistema de gestão comercial e emissão de nota fiscal eletrônica para micro e pequenas empresas, e cofundador da aceleradora Q4 Angels.