Glovo, startup espanhola de entregas rápidas, que iniciou sua operação no Brasil em março deste ano, recebeu recentemente um aporte global de €115 milhões. O montante será utilizado para sustentar o desenvolvimento de novos mercados, sendo esse o maior aporte recebido pela startup espanhola até hoje. A ideia é suportar o plano estratégico e melhorar o atendimento nas regiões em que o app já está em funcionamento, ao todo são 17 países.

Inspirado pelos modelos de negócios como o do Airbnb, o jovem empresário e engenheiro aeroespacial Óscar Pierre fundou a Glovo em fevereiro de 2015, a partir da ideia de que é possível otimizar o tempo de maneira consistente com o uso de um serviço que entrega qualquer coisa de forma muito mais rápida. Por isso, o app permite comprar, receber ou mesmo enviar qualquer item em poucos minutos dentro de uma mesma cidade.

Segundo Bruno Raposo, country manager da Glovo no Brasil, “a Glovo é muito mais do que um aplicativo de delivery multicategoria. Atuando como assistente pessoal ou parceiro do dia a dia, o serviço se mostra útil para diversas necessidades do dia a dia. Desde pedir comida e comprar o presente de última hora até buscar as chaves ou carteira que esqueceu no bar. Se encaixa na rotina das pessoas”.

Hoje a Glovo atua em 12 cidades e continua preparando novos lançamentos. Os próximos passos são Brasília e ABC.