A Unimed-BH inicia o processo de inscrições para a segunda edição do seu programa de inovação aberta, o LinkOne, pioneiro no Brasil no setor de saúde. Realizado em parceria com a Inseed Investimentos, o LinkOne seleciona startups para se conectarem à Cooperativa e realizarem projetos pilotos a fim de prospectar novos clientes, parceiros e investimentos. O foco, desta vez, será na “Experiência do Paciente” e na “Eficiência Assistencial” e as inscrições vão até o dia 5 de agosto por meio deste link.

Startups de todo Brasil com produtos ou serviços que apresentam soluções para os eixos experiência do paciente, eficiência assistencial, regulação em saúde e transformação digital na saúde podem se candidatar para o programa, que terá 20 semanas de duração e atividades como pilotos e mentoria com executivos. A Inseed, gestora de investimentos mais ativa na área de saúde da América Latina, vai orientá-las com o objetivo de torná-las mais atrativas para o mercado podendo, inclusive, avaliar a possibilidade de investir nas selecionadas. Até cinco startups serão escolhidas para se tornarem fornecedoras ou parceiras da Cooperativa, aumentando a possibilidade de captação de investimentos para o desenvolvimento donegócio.

“Inovar está em nosso DNA. Investimos permanentemente em novos serviços e novas formas de cuidar da saúde das pessoas. Além disso, já temos um histórico de interação com startups e o LinkOne foi desenvolvido com o objetivo de fortalecer essa aproximação. Na primeira edição do programa, concluída recentemente, recebemos mais de 130 inscrições e, no contexto mineiro, vejo que temos uma atuação diferenciada no ecossistema de empreendedorismo”, afirma Eudes Arantes, diretor Administrativo-Financeiro da Unimed-BH.

O foco da primeira edição foi em startups que apresentaram soluções inovadoras em dois grandes eixos: “sustentabilidade e eficiência” e “transformação digital”. Cinco participantes doprograma estão em negociação com a Unimed-BH: Aquarela (SC), Simply (BH), Nexo (RS), Hondana (SP) e Netlex (BH), cada uma com uma atuação em um setor distinto.

Para participar, as startups precisam ter um CNPJ ativo e produtos ou serviços em fases avançadas de desenvolvimento ou mesmo já disponíveis no mercado, nos eixos de trabalho definidos.

Interação com startups

Por meio do seu Centro de Inovação, a Unimed-BH é parceira de aceleradoras, já realizou hackathons (maratonas de empreendedorismo) e tem alguns exemplos bem-sucedidos de conexão com startups. Um deles é a Arkmeds, uma startup mineira focada na automação de hospitais. Com base no trabalho desenvolvido, a Cooperativa conta atualmente com alguns de seus dispositivos que conectam os refrigeradores de medicamentos a um conjunto de sensores de controle de temperatura e pressão, gerando uma base de dados valiosa.

“Estamos sempre à procura de soluções tecnológicas que possam auxiliar nossos médicos cooperados na prática médica e na nossa missão de cuidar das pessoas, desenvolvendo ou incentivando a criação de produtos e sistemas relacionados à área assistencial. Caminhar com o olhar lá na frente fez da Unimed-BH referência na saúde suplementar e inovar é o caminho para continuarmos oferecendo a melhor qualidade aos clientes”, destaca Eudes.