* Por Fernanda Santos e Marystela Barbosa

Nos dias 27,28 e 29 de junho aconteceu mais uma edição do Startupi Innovation Tour, evento imersivo de inovação cujo objetivo é conhecer as sedes e os bastidores das maiores empresas de tecnologia do mundo sediadas no Brasil. Veja abaixo os destaques dessa edição.

Com certeza a Neon Pagamentos virou um case depois de passar por uma das maiores crises vividas por uma startup brasileira nos últimos tempos. E sim, eles abriram as portas da nova sede da fintech para o grupo do Startupi Innovation Tour. Fomos recebidos por Lara Mengatti, Analista de Relações Publicas que contou sobre a trajetória da startup e iniciativas de inovação.

Apesar de muito se falar de bitcoin, blockchain e novos meios de pagamento, Lara destaca que apenas 1/3 das transações do Brasil são feitas online. Ou seja, as pessoas ainda utilizam muito o dinheiro, o que significa grandes oportunidades para as fintechs. “Podemos dizer que o Brasil está na frente de muitos outros países. Eu viajei para fora recentemente e muitos estabelecimentos ainda não aceitavam cartão. Ainda sim, existe muita coisa para ser explorada por aqui”, destaca.

Recentemente a startup anunciou um aporte de R$72 milhões, um dos maiores investimentos Série A já realizado no Brasil em uma fintech. Com a meta de alcançar 1 milhão de usuários até o final do ano, a Neon possui ainda algumas novidades a serem anunciadas. A conta para pessoas jurídicas, outras opções de investimentos – atualmente, o Neon conta com a opção de investimento em CDB com rendimento de 100% do CDI e liquidez diária e também uma novidade sobre as taxas cobradas para transações entre outros bancos.

No vídeo abaixo, Lara fala sobre como a Neon Pagamentos trabalha a questão da experiência do Usuário.

Squid

A segunda visita foi na Squid, startup de marketing com influenciadores digitais. Felipe Oliva, cofundador da startup, conta que desde o início da empresa, fundada em 2014, o objetivo era receber a menor quantidade de investimento externo possível. “A gente queria empreender sem depender de investidor . Dá pra crescer como as outras com menos funding. Para isso, uma dica que eu dou é: se aproximem de especialistas do seu mercado”, afirma. “Nós, fundadores da Squid, não entendíamos de marketing e publicidade, por isso fomos atrás de quem entendia do assunto”.

A Squid alcançou, no início da empresa, mais de 20 mil microinfluenciadores cadastrados sem investimento de marketing. Após esta conquista, astartup recebeu investimento-anjo para ter capital de giro e continuar tocando a operação. “A partir do momento em que você fatura, os próprios investidores começam a olhar para você. Empresas B2C precisam de dinheiro sempre, é difícil tracionar sem investimento, mas B2B é mais fácil. Temos um bom relacionamento com os fundos de investimento, é importante estar perto deles.”

Ele acredita que o compartilhamento de conhecimento entre os sócios, para saberem os limites e desejos de cada um, e a troca de ideias com especialistas de mercado, é o caminho para o sucesso de uma startup. “Encontrem quem são os nomes relevantes no seu mercado e os convençam a fazer parte do seu time. Escutem todo mundo, tenham muita humildade, mas não aceite todas as regras que te impuserem. Você vai ser o especialista no seu mercado, é você que sabe como ele se comporta e você que sabe a motivação para abrir essa empresa”, completa.

Abaixo, Felipe Oliva fala sobre tração, assunto que foi amplamente abordado durante a visita. Confira:

Comemoração

Ainda na sede da empresa, acompanhamos o último jogo do Brasil na primeira fase da Copa do Mundo, contra o time da Sérvia, e participamos de um happy hour de comemoração da vitória da seleção brasileira.

Um dos parceiros do Startupi nesta edição foi a startup One More Drink, bebida composta de sais minerais e vitaminas cujo objetivo é amenizar os sintomas da ressaca, criada pelos gêmeos Arthur e Victor Guimil.

A bebida foi lançada em 2017, mas a ideia começou a ser desenvolvida em 2013, após um período dos irmãos nos Estados Unidos. De volta ao Brasil, conheceram os outros sócios Felipe Paz e Daniel Santos, e incubaram a ideia no Campus da USP. Clique aqui e conheça a história da startup e do produto que, além de saboroso, é um santo remédio para os dias pós-balada.

Moip

Próxima parada: Moip, empresa de solução de pagamentos para e-commerces, marketplaces, pagamentos recorrentes e vendas presenciais. Leonardo Mendes, Cofundador da startup adquirida pela alemã Wirecard, foi quem nos recebeu. Ele aproveitou para compartilhar detalhes sobre a trajetória da startup, seu momento atual e, claro, dar algumas dicas para os empreendedores. “Em 10 anos conseguimos sair de apenas uma mesa para um escritório incrível, jamais imaginamos tudo isso. Fico pensando no que podemos fazer nos próximos 10 anos, são diversas coisas, podemos dar um salto muito maior”, destaca.

Quando criaram o Moip, Leonardo conta que o ecossistema era muito diferente do que temos hoje. Existiam poucas aceleradoras, coworking e principalmente, investidores-anjo, por isso, ele acredita que os empreendedores hoje contam com certa vantagem além, claro, de poder contar com o apoio de grandes empresas e da mentoria de empreendedores que já passaram por situações que podem ser parecidas com as que os empreendedores de hoje enfrentam.

Um dos conselhos que Leonardo deixou para o grupo foi sobre a importância do time complementar. Segundo ele, as competências são importantes, mas é fundamental ter um alinhamento de objetivos antes de iniciar qualquer projeto.

AWS – Amazon Web Services

Uma das maiores empresas de tecnologia do mundo abriu as portas para o Startupi Innovation Tour: a Amazon Web Services. Lá dentro, pudemos conhecer melhor a história da companhia de Jeff Bezos e algumas das inovações desenvolvidas pela Amazon que revolucionaram seus mercados, desde o leitor de livros digitais Kindle até a Amazon Go, loja sem checkout da empresa, passando pela assistente virtual Alexa e pela tecnologia utilizada na sonda Curiosity, veículo enviado da Nasa à Marte que teve suas fotos armazenadas na nuvem AWS.

André Nazareth, gerente de desenvolvimento de negócios da AWS Brasil, diz que o objetivo da companhia é ser a empresa mais focada no cliente do mundo. “Somos obcecados pela experiência do cliente, por isso realizamos aqui dentro experimentações frequentes. Nosso objetivo é melhorar a cada minuto como os nossos clientes consomem e interagem com a marca”, explica.

Além de detalhar sobre a relação da companhia com os consumidores e como funcionam os processos internos de inovação, André também falou sobre o programa AWS Activate, criado para fomentar o ecossistema de startups onde a AWS está presente. O programa realiza parceria com Venture Capitals, incubadoras e aceleradoras para oferecer aos empreendedores infraestrutura, créditos em produtos AWS (que variam de 1.000 a 100 mil dólares) , treinamento e suporte com profissionais da companhia e especialistas de mercado. O projeto contempla desde empreendedores iniciantes até startups em fases mais avançadas. Para mais detalhes, entre em contato pelo e-mail: aws-startups-latam@amazon.com.

Abaixo, André explica mais sobre programa:

Movile

A Movile é uma das líderes globais de marketplaces móveis, dona de aplicativos como o Apontador, iFood e PlayKids. O que muitos não sabem é que a companhia nasceu como uma startup incubada na Unicamp no final dos anos 90, que trabalhava com SMS, ringtones e wallpapers para celulares, ou seja, com certeza a empresa é uma fonte de informação para os novos empreendedores.

Dessa vez nosso grupo foi recebido por Guilherme Paulovic, Product Manager da PlayKids, uma das líderes globais em conteúdo educativo para as famílias. No Brasil, a empresa distribui mais de 10 mil kits por mês e recentemente eles anunciaram sua chegada aos EUA.

A estrutura do aplicativo é toda montada com características infantis para realmente agradar o seu público-alvo. Sua navegação é muito simples e fácil, permitindo que as próprias crianças possam comandar o aplicativo sem o auxílio de um adulto. Basta um simples toque na tela. A startup já recebeu duas certificações internacionais em reconhecimento à qualidade do conteúdo educativo oferecido pelo aplicativo, o que segundo Guilherme, tem ajudado a Movile a se colocar no patamar em que ela se encontra hoje.

No vídeo abaixo, Guilherme fala sobre a importância da troca de conhecimento entre empreendedores.

Dotz

“O Brasil confunde que o contrário de liberdade é fidelidade.” É assim que Daniel Campos, da Dotz, explica o desafio diário da empresa de criar uma cultura de programas de pontos no Brasil. “O brasileiro já tem o costume de utilizar os cartões de carimbo de restaurantes e programas de milhas, mas queremos mostrar para a população que elas podem se aproveitar de benefícios que seus hábitos de compra antes não dariam”, diz.

A empresa, que recebeu o Startupi e os participantes do Tour em sua sede paulista, une diversos mercados em um só: banco, monetização, indústria e varejo. Criada há 18 anos em Minas Gerais, a empresa nasceu para ser um programa de fidelidade do e-commerce, até perceberem que o futuro deste mercado era online e off-line. “Não queremos ser apenas um programa de pontos. Somos um programa de extensão de renda para o brasileiro”, afirma Daniel.

Hoje, mais de 80% da população economicamente ativa de Belo Horizonte, capital mineira, tem Dotz cadastrados em seus CPFs. Os pontos podem ser adquiridos por compras online, supermercados, postos de gasolina e diversos outros locais. Na capital paulista, grandes parcerias estão sendo fechadas com a Dotz para que o público de São Paulo possa aproveitar os Dotz, como são chamados os pontos acumulativos da companhia. A empresa já tem mais de 300 funcionários pelo País e tem como sócios o grupo Loyalty One, maior grupo de programas de fidelidade do mundo.

Aperte o play e saiba mais sobre o sucesso da Dotz:

O segundo dia do Tour fechou com o workshop “Como fazer sua Startup sair do papel”, promovido pela Le Wagon, escola de código para empreendedores. Na sede da escola, os participantes do Startupi Innovation Tour puderam acompanhar uma aula sobre o sucesso de grandes startups como Airbnb, Coursera, Uber e BlaBlaCar. O workshop apresenta ferramentas para que os participantes entendam como estes empreendedores criaram suas startups bilionárias e como, na prática, estas ações podem ser aplicadas.

Startupi

O terceiro dia começou na sede do Startupi. Geraldo Santos, Diretor-geral do Startupi, bateu um papo com os participantes e falou sobre a história de 10 anos do site, além de compartilhar os maiores aprendizados de sua carreira empreendedora.

“Conheçam bem o mercado onde estão entrando. Para isso, procurem alguém para os direcionar. O papel do mentor é fundamental na carreira de um bom empreendedor”, explica. “É também importante que vocês entendam que errar, falhar e quebrar uma empresa são passos que acontecem na trajetória de todos e que isso significa aprendizado, não fracasso.”

Além destes insights, o bate-papo também abordou assuntos essenciais para os empreendedores, principalmente os que estão no início de suas empresas, como a formação de um time campeão em uma startup. “Se uma startup tem uma excelente ideia de produto, mas cinco sócios com as mesmas habilidades, a probabilidade de dar errado é muito maior. Sempre procure pessoas boas para o seu time que sejam capazes de fazer aquilo que você não é”, completa Geraldo.

Oracle Startup Cloud Accelerator

Temos visto um grande movimento das grandes empresas querendo se aproximar das startups, por isso fomos conhecer de perto a iniciativa Oracle Startup Cloud Accelerator, programa global de aceleração da companhia.

Segundo Vítor Andrade, Head do programa de aceleração no Brasil, a iniciativa oferece para as startups selecionadas seis meses de orientação de especialistas técnicos e de negócios, tecnologias avançadas, espaço de coworking, contato com clientes, parceiros e investidores, além de livre acesso às soluções de Oracle Cloud. O programa também oferece uma rede global em expansão composta por outras startups.

Além dos programas de aceleração presenciais, a Oracle conta com programas não-presenciais que potencializam a inovação tecnológica baseada em nuvem e permitem a cocriação e a coinovação. Lançado globalmente no início de 2016, o Oracle Startup Cloud Accelerator está presente em nove cidades – Austin, Bangalore, Bristol, Mumbai, Nova Deli, Paris, São Paulo, Cingapura e Tel Aviv.

No vídeo abaixo, Vítor fala sobre o resultado da primeira turma do programa e expectativa para as próximas turmas.

E como ninguém é de ferro, fizemos uma rápida parada para o almoço, que ficou por conta dos nossos parceiros Eats For You. um aplicativo de delivery de refeições caseiras.

Eles conectam as (os) Donas (os) de Casa que amam cozinhar e que buscam uma renda extra ou principal, com pessoas que desejam comer uma comida caseira a um preço justo.

Para usar é simples! É só baixar o app, escolher o cardápio disponível e acompanhar o seu pedido. Inicialmente eles atendem as regiões de Alphaville, Barueri/SP e Morumbi/SP. Em seis semanas de operação, a Eats For You vendeu aproximadamente três mil marmitas, com capacidade para produzir 650 refeições por dia. Com mais de 1.200 downloads, a startup conta com 200 donas de casa cadastradas, sendo que 20 delas já operam e conseguem o lucro líquido de R$ 113 por dia.

RankMyApp

Uma das últimas paradas do Innovation Tour foi a sede da RankMyApp, solução de marketing para aquisição de usuários em apps. Bruno Felix, um dos fundadores, recebeu o time do Startupi na empresa, apresentou para os participantes a história da startup e explicou sobre como são utilizados KPIs e OKRs para o desenvolvimento da equipe de funcionários.

A empresa foi oficialmente lançada em maio de 2015, durante aceleração da Startup Farm, e hoje já tem mais de 50 pessoas na equipe ao redor do mundo. Até o fim deste ano, Bruno diz que o número de colaboradores chegará a 70.

Durante a primeira aceleração, eram uma equipe com meia dúzia de pessoas e apenas 9 clientes, o que os rendeu o 2º lugar no DemoDay da Startup Farm. Hoje , a solução do RankMyApp atende mais de 400 aplicativos em 17 países.

Um dos cases da startup é o evento Mobile Marketing Brasil, um dos maiores deste segmento no País. Em três edições, o MMB dobrou de tamanho e ganhou um spin off, o Mobile Coffe: eventos menores que debatem este tema de forma segmentada.

Para tracionar de forma rápida, organizada e mantendo a cultura da startup, os sócios desenvolveram o que eles chamam de 10 mandamentos. Entre eles, estão: Own It; Shape It; Get shit done; seek greatness; be honest and respect; be curious; we sole problems; be clear; be customer-centered e have fun, be authentic, be a Ranker!.

“Aqui, nós buscamos crescimento rápido e de forma global, para sermos um dos maiores exemplos no segmento de marketing digital em qualidade e inovação. Nós buscamos sempre ser centrados na experiência do cliente, trabalhando como equipe e embasados em dados”, explica.

Abaixo, Bruno fala sobre o bate-papo entre a empresa e o Startupi Innovation Tour:

Habitat

Mais uma parada: InovaBra Habitat, espaço de inovação do Bradesco. Localizado na Avenida Paulista, ele tem capacidade para 180 startups e 50 empresas de tecnologia, divididos em 1.500 posições. O espaço tem sido sede de diversos eventos e conta com espaços integrados para troca de conhecimentos e experiências, além de laboratórios para ideação, prototipação e testes de conceitos.

Fechamos essa semana de imersão em um Happy Hour organizado pelo Silicon Drink ABout, evento que acontece toda sexta-feira para a galera ligada a startups, inovação e criatividade. Foi mais uma chance para a galera do Startupi Innovation Tour se conectar com o ecossistema de inovação de SP.

Clique aqui para saber como foi a primeira edição deste evento imersivo e conhecer as primeiras empresas visitadas pelo Tour. Quer participar do próximo Startupi Innovation Tour? Fique ligado também nas nossas redes sociais para ficar por dentro de outras novidades.

Confira a programação dos próximos aqui:

Startupi Innovation Tour

CIDADEDATAINSCRIÇÕES
Belo Horizonte - MG30 e 31 de agostoFaça sua reseva!
Recife - PE29 e 30 de novembroFaça sua reseva!
São Paulo – E-Commerce/Varejo13 a 17 de agostoFaça sua reseva!
São Paulo – FintechsSetembro (data em definição)Faça sua reseva!
São Paulo – LawtechsOutubro (data em definição)Faça sua reseva!
São Paulo - SP27 e 28 de novembroFaça sua reseva!