A Hand Talk, negócio de impacto premiado pela ONU como melhor aplicativo social do mundo, acaba de anunciar a captação de um investimento no valor de R$2,5 milhões. A rodada foi conduzida pela Kviv Ventures, fundo de investimento da família Klein liderado por Raphael Klein, com follow on da Bossa Nova Investimentos.

Ronaldo Tenório, CEO e fundador da startup, destaca o alinhamento entre os propósitos da Hand Talk e do fundo de investimentos, que tem como foco apostar em negócios que tragam impactos positivos para a sociedade. “Desde que conhecemos a Kviv, percebemos que havia muita sinergia com o nosso propósito, que equilibra muito bem o resultado financeiro aliado ao impacto social. Mais do que o investimento, vamos contar também com pessoas excelentes para nos ajudar a levar a Hand Talk para outro patamar.”

A notícia é mais uma da série de novidades que a Hand Talk têm trazido para o mercado nos últimos meses. Além de integrar a lista das 100 startups brasileiras para se ficar de olho em 2018 e de promover o maior evento de acessibilidade digital do Brasil, o Link, a empresa também divulgou, no mês passado, a aquisição da ProDeaf, sua principal concorrente na tradução automática para Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Com o investimento, a startup pretende expandir sua operação em três grandes frentes: o fortalecimento da estrutura de vendas corporativas, desenvolvimento e melhorias nos produtos e a internacionalização do negócio. O Tradutor de Sites – plugin de acessibilidade em Libras que é o principal produto corporativo da empresa –  já está presente em sites como Unimed, Avon, Magazine Luiza, ESPM e Banco BMG. Com o aporte, a intenção é expandir esse mercado no Brasil, deixando o conteúdo dos sites cada vez mais sites acessíveis em Libras.

Outro foco será a ampliação do aplicativo Hand Talk, um tradutor de bolso que conta com mais de 2 milhões de downloads, para outras línguas de sinais no mundo. A Libras é a língua utilizada pela a comunidade surda no Brasil, e a barreira na comunicação entre surdos e ouvintes também persiste em outros países. O aporte da Kviv promete ser o primeiro passo para impulsionar a organização a levar o seu negócio para fora do país e tornar o seu impacto social global.