*Por João Kepler

Ainda hoje algumas pessoas me perguntam por que a Bossa Nova optou desde o início pelo estágio pre-seed de investimento em Startups, ou seja, a primeira camada de investimento acima do investidor anjo e antes de uma rodada seed e série A de uma Venture Capital tradicional. A nossa resposta continua a mesma: porque ainda existe um gap no Brasil para esse momento e estágio das startups, porque ajudamos mais negócios e empreendedores e porque definimos uma tese de portfólio.

Desde os nossos primeiros investimentos decidimos que apesar de ter um fundo com capacidade para investimento em rodadas e estágios mais avançados, preferimos ser uma Micro Venture Capital. Nossos cheques são menores (entre R$ 100–800 mil) e são destinados as startups que precisem de apoio, mas já faturando (mesmo que pouco) que ainda têm de ganhar tração para atingir os próximos estágios. Isso porque também nossa origem, minha e de Pierre Schurmann, é de Investidor Anjo, ou melhor de Empreendedores que investem.

A dúvida geral é se conseguiríamos estruturar para atender tantas startups e se não seria um “spray and pray” na alusão de atirar para todo lado para ver se acerta em um. Pois bem, nesses últimos dois anos, montamos um ecossistema interno que consiste em dar suporte as startups investidas, funciona como uma comunidade onde eles tem serviços disponíveis e compartilhados, encontros presenciais e conexões e negócios entre eles. Mais que isso, ajudamos em fundraing, mentoria, entre outras coisas. Pois bem hoje temos 354 startups, sendo 127 americanas neste portfólio.

E a prova de que estamos no caminho certo foi a divulgação recente de uma das mais reconhecida Micro Venture Capital do mundo, a SV Angel que anunciou seu novo posicionamento e perspectiva em relação ao ecossistema de investimento e mais especificamente ao estágio pre-seed nos Estados Unidos: “A Fresh Perspective on Seed Investing

Eles constataram que nos últimos anos o valor da captação em rodadas de pre-seed dobrou e os valuation aumentaram significativamente. Notaram ainda que em estágios mais avançados os fundadores não precisam tanto de apoio ou orientação, ou seja, que haviam interesses divergentes entre o que é melhor para os Empreendedores e o que seria melhor para a SV Angel.

E por essas razões decidiram voltar ao básico e fazer investimentos no estágio do Anjo nos Estados Unidos, entre US $ 25 mil — US $ 100 mil por startup, em vez de levantar um novo fundo, E sabe porquê? Porque permitirá manter a tese de portfólio (mesmo dinheiro em mais negócios) e de suporte aos Empreendedores e aos demais investidores “menores”, que tem muito a contribuir e não tinham acesso ao fundo maior.

Resultado de tudo isso: reduziram a equipe e alguns investidores se tornaram conselheiros. A ideia é manter a comunidade ativa e colaborar uns com os outros em futuros investimentos, até porque o legado deles é inquestionável com apenas US$ 150mm investidos, a SV Angel tem no portfólio: +900 startups, com 26 unicórnios e +280 Exits.

Todas essas mudanças e posicionamento da SV Angel que é uma das maiores referências que a Bossa Nova Investimentos sempre teve, só ratifica que assinar cheques menores nos permite sim permanecer fiéis ao nosso DNA e isso significa continuarmos ágeis e cumprir nosso compromisso de acompanhar e ajudar cada vez mais empreendedores nas etapas seguintes.

Realmente acredito que nosso estágio de investimento ajuda o ecossistema de startups e também o desenvolvimento econômico Brasileiro, uma vez que estamos distribuindo recursos para mais empresas e negócios e não somente para poucos. Nossa abordagem e rede de relacionamento interna e externa que construímos nos últimos anos, continuará a nos diferenciar em nossa velocidade, na capacidade de dar suporte as startups e a nossos investidores e também na transformação do investimento em Startups em um “Asset Class”.

Estamos no caminho certo, estamos investindo em GENTE!


joãoReconhecido como um dos conferencistas mais sintonizados com Inovação e Convergência Digital do Brasil; Especialista em empreendedorismo, startups, marketing e vendas; Investidor Anjo desde 2008; Participa em mais de 100 StartUps; Lead Partner da Bossa Nova Investimentos; Premiado como melhor Investidor Anjo do Brasil pelo Spark Awards da Microsoft; Palestrante internacional; Escritor e autor e coautor dos Livros O vendedor na Era Digital, Vendas & Atendimento, Gigantes das Vendas e Educando Filhos para Empreender; Premiado como um dos maiores Incentivadores do Ecossistema Empreendedor Brasileiro.