A abeLLha, incubadora de negócios de impacto social, acaba de abrir o pré-cadastro para startups que tenham interesse em acessar toda a metodologia e ferramentas de aceleração que a empresa vem desenvolvendo nos últimos dois anos.

Fundada por Ana Julia Ghirello, parte do time que fundou o bomnegócio.com e que fundiu com a OLX, a abeLLha tem o objetivo de auxiliar novas startups a potencializarem suas atividades, e tornou-se referência para empreendedores que estão no começo da jornada, com sua metodologia especializada em alavancar negócios em estágio inicial.

Voltada para gerar novas oportunidades para a melhoria da sociedade, a empresa apoia negócios voltados para educação, inclusão de minorias, aumento de renda, saneamento básico, saúde, mobilidade e meio ambiente, baseados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU – Organização das Nações Unidas – que devem ser implementados por todos os países do mundo até 2030.

Das doze startups incubadas, quatro estão crescendo e ganhando mercado, uma taxa de sucesso acima da média do mercado.

A plataforma, que será lançada até julho, terá quatro módulos principais:

(1) a metodologia – uma área de aprendizado, onde startups poderão mapear e estudar o que ainda precisa ser feito para o negócio evoluir

(2) planejamento financeiro – uma ferramenta simples para startups projetarem e controlarem a saúde financeira e dos principais indicadores da empresa

(3) indicadores – uma módulo simples para que as empresas possam visualizar com transparência os principais indicadores de sucesso da startup

(4) gestão de equipe – utilizando o Honeycomb, software de gestão que nasceu dentro da abeLLha, para uma gestão de equipe com foco a transparência.

“Estamos muito empolgados com a possibilidade de escalar o nosso conhecimento para mais empreendedores. Nos últimos dois anos, trabalhamos com muita profundidade junto às empresas incubadas e refinamos uma metodologia e ferramental simples e eficaz na aceleração de negócios. Expandir este conhecimento para o maior número de empreendedores possível é a nossa maior missão” diz Ana Julia Ghirello, fundadora da abeLLha.

O pré-cadastro pode ser feito pelo site. Todas as startups inscritas serão avaliadas e o acesso gratuito será liberado aos poucos. “Estamos construindo a plataforma em conjunto com as startups. O nosso processo é bem colaborativo e próximo de quem usa o nosso produto”, conta Maxim Kejzelman diretor do produto e sócio da abeLLha.

A abeLLha pretende estudar canais de monetização que não incluem cobrar da startup – já que quem começa um negócio raramente teria o capital para pagar por este tipo de apoio. A ideia é ganhar dinheiro quando uma startup deseja receber investimento e a abeLLha auxilia no processo e acompanhamento.