A Ford registrou a patente de uma jaqueta inteligente que orienta o ciclista a encontrar os melhores caminhos no trânsito, com a ajuda de um aplicativo, e gera sinais luminosos, sonoros e táteis para tornar a viagem mais segura – veja o vídeo. Ainda em fase de protótipo, a “Smart Jacket” foi desenvolvida por um grupo de empregados do escritório de inovação Ford Smart Mobility em Londres.

A jaqueta inteligente da Ford tem luzes de LED nas mangas que se acendem automaticamente quando o ciclista levanta o braço para avisar que vai virar à direita ou à esquerda, além de luz de freio. Conta também com um aplicativo de navegação, conectado sem fio a um smartphone, que gera uma vibração na manga correspondente para indicar a direção a seguir, selecionando rotas que evitam ruas movimentadas e cruzamentos. 

O novo “wearable” – tecnologia de vestir – ainda permite ao ciclista atender chamadas, receber mensagens e instruções de navegação sem precisar tirar as mãos do guidão ou olhar para a tela do celular, usando interfaces sonoras e táteis.

Os fones de ouvido que acompanham a jaqueta também usam uma tecnologia inovadora: transmitem o som por meio de vibração nos ossos da face, deixando a orelha livre para captar os demais sons do ambiente. Outros recursos em desenvolvimento incluem o acesso a chamadas e mensagens por meio de gestos e comandos de voz para uso em serviços comerciais de entrega.

Desenvolvida junto com especialistas em roupas para ciclistas da Lumo e experts em softwares de mobilidade da Tome, a jaqueta inteligente é um exemplo do enfoque colaborativo adotado pela Ford para a inovação.

“Na Ford, queremos ajudar a tornar a mobilidade nas cidades mais segura, confiável e livre, tanto para as pessoas como para os produtos”, diz Tom Thompson, líder do projeto da equipe Ford Smart Mobility. “O protótipo da jaqueta inteligente nos ajuda a entender melhor como os diferentes usuários do ecossistema urbano – ciclistas, carros e pedestres – podem coexistir com a aplicação de tecnologias inteligentes, gerando aprendizado para futuros projetos.”

As bicicletas são cada vez mais usadas para transporte, lazer e entrega de produtos e serviços nas cidades. A equipe de ciclistas que desenvolveu a jaqueta inteligente tem como foco de trabalho o desafio da “última milha” – como é chamado o último trecho do deslocamento de pessoas, mercadorias e serviços em centros urbanos congestionados, que geralmente envolve maior complexidade e custos. O projeto também faz parte da campanha “Compartilhe a Estrada”, apoiada pela Ford, para promover a harmonia entre motoristas e ciclistas.