*Por Nestor Casado para Endeavor Brasil

Para alguns empreendedores, adquirir uma empresa pronta representa menor risco do que iniciar um negócio do zero. Fato é que, se você souber escolher a empresa certa para investir seu capital, com certeza terá algumas facilidades em relação a uma organização nova.

Muitos são os motivos que levam o investidor a comprar uma determinada empresa, seja pela oportunidade de mercado, potencial de crescimento ou de melhorias, etc. Se você tem a intenção de empreender e quer saber mais sobre a metodologia de compra de empresas e como fazer a escolha certa, acompanhe as nossas dicas ao longo do texto. Aqui você descobrir quais os principais aspectos que devem ser levados em consideração na hora de selecionar uma empresa para investir o seu capital.

O que saber antes de adquirir uma empresa?

Você sabia que o Brasil está entre os dez maiores países empreendedores do mundo?

Pois bem, isso faz com que diariamente surjam inúmeras oportunidades de compra de empresas de menor porte.

É preciso tomar alguns cuidados antes de fazer a escolha por determinada empresa. Conheça alguns pontos que merecem a sua atenção:

  1.  É preciso saber se as suas características pessoais estão de acordo com as atividades realizadas pela empresa. Não basta apenas achar o negócio interessante, você tem que se imaginar à frente da organização.
  2. Além de conversar com os sócios da empresa já existente, procure também a opinião de fornecedores e clientes.
  3. Peça a ajuda de um especialista para levantar as certidões negativas da empresa, que mostrarão se a mesma possui dívidas e qual o valor. Além disso, é importante tirar certidões do FGTS, INSS, Receita Federal e Serasa. Nada impede que você negocie as dívidas junto com a compra da empresa.
  4.  Analise a “estabilidade” da receita, verificando se tratam-se de receitas recorrentes, se estão adequadamente diversificadas em número de clientes, se existem riscos de entradas de novos concorrentes ou novas tecnologias alternativas, etc. Em resumo você precisa avaliar se existe o risco da receita diminuir drasticamente.
  5. Verifique o organograma da empresa, descubra o que cada um faz e, se possível, passe alguns dias trabalhando, para saber como é feita a parte operacional e os tipos de controles existentes.
  6. Coloque na ponta do lápis quanto será necessário investir além do preço pago pelo negócio. Aqui entra a troca de equipamentos, novas tecnologias, contratações/demissões, etc.
  7. Saiba quais são os seus gastos fixos e variáveis.
  8. Calcule os indicadores de desempenho do negócio para ter uma noção de quando terá o retorno do capital investido.
  9. Entenda o perfil dos clientes e em qual nicho de mercado a empresa se enquadra. Assim você conseguirá descobrir o que fazer para ampliar a carteira de clientes.
  10. Se o pagamento for efetuado em parcelas, faça os cálculos de quanto será necessário ter em caixa para cumprir com o combinado.
  11. Comprar uma empresa pronta requer os mesmos cuidados, ou até mais, de abrir um novo negócio.
  12. Não tenha pressa para tomar essa decisão.

Vantagens

Existem inúmeras vantagens em adquirir uma empresa pronta no Brasil, sendo que a principal é que você já entra no negócio com menor número de incertezas!

  1. Clientes já estabelecidos. Não será necessário passar pela etapa de amadurecimento do negócio, uma vez que a clientela já está estabelecida.
  2. Histórico contábil já conhecido. Isso faz com que o comprador saiba se a empresa está dando lucro ou prejuízo. Daí a importância da contratação de uma auditoria contábil, para te ajudar a checar a real situação da organização que está à venda.
  3.  Mais chance de dar certo. Uma vez que a fase inicial de abertura (divulgação, fidelização de clientes, adaptação, manutenção, ajustes de procedimentos e outros) já terá sido superada, ao adquirir uma empresa pronta, o empreendedor tem mais chances de sucesso.
  4. Cenário definido de melhoras/ crescimento. Uma vez que a empresa já está em funcionamento, é mais fácil analisar quais as oportunidades de melhora/ crescimento. Ex: entrada em novos segmentos, informatização, melhoria no atendimento, redução de custos, etc.

Desvantagens

Assim como acontece com todo negócio, adquirir uma empresa pronta também pode ter suas desvantagens.

A maior delas é em relação ao valor do investimento, que pode ser bem mais alto do que os custos para começar uma empresa do zero. Em compensação você ganha tempo, e diminui riscos de “start-up” de estádio inicial.

Outro fator que deve ser considerado é a potencial existência de “passivos” tributários, trabalhistas, ambientais, etc. Por este motivo é muito importante que você contrate assessores externos para lhe ajudar na Due Diligence.

Outro ponto que merece atenção é a forma como a empresa era gerenciada. Fazer uma mudança drástica pode ser prejudicial para os colaboradores, fornecedores e clientes que já estavam acostumados com o modelo de gestão anterior. Por isso a transição deve ser mais lenta, para que não reflita negativamente nos resultados da organização

Como comprar uma empresa: fases do processo de compra

Para ficar mais claro como deve ser o processo de compra de uma empresa pronta, vamos explicar cada passo:

  • Estudo de mercado, contato inicial e avaliação preliminar: avaliar todas as opções do mercado para escolher a que mais condiz com o seu perfil e procurar saber se já existe um valor inicial e se o preço é razoável.
  • Assinatura de LOI e/ou NDA: é um contrato de intenção e confidencialidade que deve ser avaliado com calma para ter a certeza de que não existe nenhum outro compromisso além do sigilo.
  • Modelagem, avaliação e cálculo do valor da empresa: estimar um range de preço baseado vários cenários, no mínimo dois: um cenário pessimista e em um cenário otimista.
  • Oferta não vinculante: fazer a oferta inicial, normalmente no valor do cenário pessimista.
  • Due Diligence (DD): fazer o levantamento de todas as informações da empresa.
  • Oferta vinculante: caso não sejam encontradas surpresas durante a DD, a oferta vinculante deve ser similar à oferta não vinculante.
  • • Assinatura do acordo (SPA, SLA, IA): muitas transações acabam não se concretizando por inflexibilidade das partes nas negociações finais.

Daí a importância de um assessor financeiro e um advogado para conduzir o processo até o fim.

A decisão de adquirir uma empresa pronta pode representar um menor risco do que iniciar um negócio do zero.
Sendo assim, provavelmente, o valor a ser investido deve ser um pouco mais alto, uma vez que as incertezas iniciais já foram superadas.

Se a empresa que está à venda for realmente lucrativa e tiver um bom fluxo de caixa, os interessados poderão ter que desembolsar um valor alto para assumir o comando do negócio.

Antes de formalizar a compra de uma empresa é importante que o investidor contrate uma assessoria especializada em Fusões e Aquisições, que vai ajudar a tomar a decisão mais acertada.

Para saber se está fazendo a coisa certa, é imprescindível fazer o valuation e o due diligence para saber qual o potencial da empresa e os principais riscos.

Adquirir uma empresa pronta é algo que deve ser muito bem pensado e a decisão precisa ser planejada e executada com cautela.

*Nestor Casado é Diretor da CAPITAL INVEST –M&A Advisors, boutique de M&A que assessora financeiramente em fusões e aquisições em empresas de médio e grande porte.